DÍZIMOS e OFERTAS: Detalhes que influenciam a bênção (divina parte 2)


O Sacrifício que Deus aceita...
Detalhes que influenciam a bênção divina (parte 2)
Por Gerson Luiz Garcia de Lima
Comunidade Evangélica Restauração e Vida

PRIORIZANDO A DEUS:
Quando examinamos a Palavra de Deus, não com preguiça ou pensamentos pré-concebidos e já formados, podemos ser confrontados com a urgência de priorizar a Deus.
O texto áureo sobre o dízimo e ofertas, de Malaquias 3:8-12, passa despercebido para muitos hoje, porque já virou tema de debates e embates religiosos. Mas tentarei acender novamente a chama de vitória desse texto, apresentando brevemente algumas observações sobre o mesmo.

Note:

Dízimos são primícias entregues à Deus por aqueles que o servem. Deus tem sido o primeiro na sua vida? Para quem você tem dado as primícias, o melhor de sua vida? Qual o sua perspectiva quando recebe seu salário? As contas, os compromissos, o lazer? Está errado. O dizimista fiel separa primeiro as primícias para Deus e depois vem o resto: (Buscai primeiro o Reino de Deus e sua justiça e todas estas coisas vos serão acrescentadas).

Você conquistou algo grande? A quem você primeiro compartilha? Sua família? Errado, primeiro é Deus e depois sua família.

O melhor deve ir para Deus, primeiro. Fidelidade é questão séria.

Muitos não dão o dízimo porque estão confortavelmente bem estabelecidos financeiramente e acham que o dízimo é algo que fazemos para "chamar a bênção financeira". Talvez não falem ou pensem assim conscientemente, mas agem de tal forma. Trazer o Dízimo e Ofertar é um ato de adoração, gratidão e amor. E como já aprendemos amar é dar mesmo sem receber em troca.

Muitos alegam que não dão o dízimo porque "Deus sabe que não podem", pois as coisas estão difíceis, aí estes esquecem que o dízimo é um ato de fé e envolve o sacrifício, termo qual trouxe a definição logo acima.

Muitos deixaram de dar o dízimo porque "não viram mudança", estes confundem requerer a promessa de Deus com barganhar com Deus.

Podemos e devemos reclamar o cumprimento da promessa que Deus deu (e isso vale para qualquer promessa que ele tenha nos outorgado), mas jamais passar a fina linha para o lado da chantagem e barganha, pois "Deus não se deixa escarnecer";

DEUS ESTÁ COMPROMETIDO COM SUA PALAVRA:

Em sua Palavra Deus diz: (Malaquias 3:10-12): - Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. - E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. - E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o SENHOR dos Exércitos.

Bem queridos, na Santa Palavra lemos Deus dizendo: (Jeremias 1:12): - E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la.

Deus está comprometido com sua Palavra e Ele nos garante que ELE É FIEL: (II Timóteo 2:13) - Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.

Sem manipular as palavras da Palavra de Deus: quando lemos no texto acima "FAZEI PROVA DE MIM SE EU NÃO VOS ABRIR AS PORTAS", o que devemos pensar? Que quem é fiel pode fazer prova d´Ele? Sim com toda certeza. Traga o dízimo e faça a prova. É esta a palavra de Deus, seja fiel nisto e faça prova com Deus. Alguns estão na minha frente no assunto de novo, e estão a pensar o que é ser fiel. O que o dicionário nos fala então?

Vamos a ele: fiel, do Lat. fidele: adj. 2 gén., que cumpre aquilo a que se obriga; exato; certo, verídico; firme; leal; fig., que não furta; probo, honesto; pontual; perseverante; afeiçoado, sincero;

RECOMEÇO:

Alguém pode-se perguntar: "E agora, se eu deixei de ser dizimista, se sou mas não sou fiel, ou se nunca fui, o que será de mim?" Esta questão é bem levantada.

Vamos a ela com a Palavra de Deus: (Malaquias 3:8-9) - "Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. - Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação."

Entendo que aqui, nesse ponto, o povo não estava praticando o ato de Trazer o Dízimo e ofertas a Casa de Deus. Como Deus resolveu o problema? Disse Ele: "Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa (vers. 10).

Não existe outra coisa a fazer: penitências, renegociação etc.. Comece ou recomece agora mesmo e passe a ser-lhe fiel, passe a ser dizimista da casa de Deus.

Recorrendo novamente ao dicionário define-se dízimo como: dízimo, do Lat. decimu: s. m., a décima parte; contribuição que se paga à Igreja e que consistia na décima parte dos frutos colhidos; adj., décimo.

Leia o que diz a Palavra de Deus em Provérbios 3:9 - "Honra ao SENHOR com os teus bens, e com a primeira parte de todos os teus ganhos".

Neste texto entendemos que a somos chamados a honrar a Deus COM A PRIMEIRA PARTE. Sem dúvida, honrar a Deus é um ato de adoração, pois o dicionário define o termo honrar assim honrar: do Lat. honrare: v. tr., conferir honras a; enobrecer; distinguir; elevar, engrandecer. Esta definição está muito ligada ao termo louvar. (continua)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Amado com amor inabalável

Manhã com Deus