Pular para o conteúdo principal

Ei Você, é Hora de Pregar!!!


Por Gerson Luiz G. de Lima
Comunidade Evangélica Restauração & Vida

O escritor Robert Sauce em seu livro SANTIFICAÇÃO, editora Vida, menciona a história da abolição da escravatura nos E.U.A. em 18/12/1865 com a famosa décima terceira emenda. Muitos escravos sequer entenderam o que foi promulgado, muitos outros preferiram continuar escravos, outros foram "enrolados", e outros tantos morreram sem sequer experimentar a liberade. Passaram-se décadas e tinha negros que não sabiam que eram livres. Seus opressores tratavam de tentar subjugá-los com pressões. No Brasil a escravatura foi abolida em 13/05/1888, mas os efeitos foram similares.

Para muitos escravos a abolição foi algo posicional mas não prático, como se diz em matéria de Direito: eles estavam livres de direito, mas não de fato. Para si mesmos eles não estavam escravos... eles eram escravos. Não tinham sequer uma lembrança do que fosse liberdade.

Jesus Cristo, trouxe nossa Abolição da escravatura do pecado, da morte e do juízo a quase dois mil anos atrás. Ele veio para tivésemos vida e vida em abundância (João 10:10). Veio cumprir a lei por nós, que dizia "maldito de Deus todo aquele que morrer no madeiro" (Deuteronômio 21:22-23).

Em Isaías 53:6 lemos que"...mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos". De fato, aquele homem Jesus, o Filho de Deus, era o próprio Deus fazendo o que não podíamos fazer por nós mesmos - TRAZER SALVAÇÃO. O apóstolo Paulo nos diz isso dessa maneira: "...Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo mesmo o mundo...".

Mas, tal como os algozes senhores dos escravos, o diabo tem feito de tudo para que a humanidade não perceba que Cristo Jesus veio trazer-lhes abundante vida. É nosso dever de proclamar a humanidade a verdade de Cristo.

Imagine esta cena. O senhor e seus feitores numa fazenda qualquer subjugando os escravos, mas a notícia da abolição vazou e ele tenta contornar dizendo: "Não é bem assim, a lei diz que vocês vão ser livres um dia. Não será agora. É algo que ainda vai acontecer. Blá, blá, blá". Mas então eles ouvem gritos e brados felizes vindos de fazendas vizinhas e não demora muito para contemplarem centenas de escravos passando por ali bradando "livres, enfim, livres". Os algozes já não podiam mais enganá-los, e nem detê-los.

Jesus disse: "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará... Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres" (João 8:32 e 36).

Cumpre-nos levar a humanidade ao conhecimento da graça salvadora de nosso Senhor Jesus Cristo. Pelo amor às almas, levemos aos povos essa mensagem gloriosa.

É sabido que uma coisa foi os escravos terem sidos "libertados", outra foi conquistarem sua cidadania. Mas os paralelos entre a abolição dos escravos e a Salvação de Nosso Deus acabam aqui. Deus nos dá a salvação e nos torna cidadãos do Seu reino glorioso, conforme Paulo escreveu aos Efésios 2:19: "Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus".

O apóstolo Pedro também disse isso de maneira magnifica em 1 Pedro 2:8-9: "Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia".

E não podia faltar uma Palavra assim do apóstolo amado - João, no livro de Apocalipse 1:6: "E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém".

O nosso inimigo tem tentado dissimular a mensagem (Mateus 13:25-43) e reduzí-la a nichos religiosos. Tiago informa-nos que a religião não é ruim em si mesma. Mas é certo que a religiosidade (na realidade o termo deveria ser religiosismo, que não é reconhecido nos dicionários), tem impedido o acesso ao reino. Esse problema tem feito que muita gente na igreja seja pedra de tropeço ao invés de pedra de passagem.

Como Jesus disse aos fariseus em Mateus 23:13: "Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando".

Nota-se hoje em dia, novas formas de religiosidade e cristianismo frio. O cristão quer seus direitos: direito de prosperar, de se divertir, de triunfar. Nada disso é errado dentro da medida dos princípios bíblicos, mas Paulo pensava mais era sobre seus deveres: "ai de mim, se não anunciar o evangelho!" (1 Coríntios 9:16). Parece que a Igreja daquela época pensava assim. Quando lemos as narativas da grande comissão nos Evangelhos impressiona-nos a conjugação no Imperativo afirmativo: "IDE" (Mateus 28:19). Isso é uma ordem e não um pedido.

As pessoas estãos morrendo no erro, no pecado e sem salvação. Precisamos levar a mensagem gloriosa, a mensagem de redenção, pois Jesus disse "que em seu nome se pregasse o arrependimento a todas as nações" (Lucas 24:47).

Creia nas palavras do Evangelho. Creia e pregue, pois "... Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo" (1 João 3:8).

Deus confia a nós a palavra da salvação. Somos seus embaixadores. Quanta honra!!!

Um embaixador é a voz de seu rei (ou presidente). Somos a voz de Deus na Terra, como se o próprio Deus rogasse através de nós (2 Coríntios 5:19-20). Não podemos ser uma "vozinha" como a de gatinho desnutrido, mas devemos ser o brado de autoridade do LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ, pois somos seus representantes aqui. A própria Bíblia diz de Deus: "Troveja o Rei da Glória" (Salmo 29:3).

Desperta tú que dormes e o Senhor te esclarecerá. Testemunhe e pregue, a tempo e fora de tempo e o Senhor confirmará sua mensagem com sinais e maravilhas (Marcos 16:20). Uma marca certa da presença do Espírito Santo na vida do cristão é que ele se torna uma testemunha veraz (Atos 1:8). Testemunhar não é só pregação ou o compartilhar de vitórias e conquistas na igreja. Somos testemunhas quando falamos e ainda mais quando somos o próprio testemunho.
A muitos anos, um certo missionário foi pregar na Zâmbia. Quando falava a uma tribo sobre Jesus, um velho nativo disse-lhe: "Sim, eu conheço esse Jesus. Ele esteve aqui conosco a muitos anos, quando eu era menino". O missionário descobriu que a tribo havia sido evangelizada por volta de 1865 por David Levingstone. O missionário trazia em si as características de Cristo que fora confundido com o próprio Senhor. Que maravilha das maravilhas! Queridos, tenhamos em nós também a imagem restaurada de Jesus, nosso Senhor (2 Coríntios 3:18).
Tenho muito a dizer, mas as linhas já se multiplicaram aqui. Quem sabe continuo em outra oportunidade. Por ora, quero partilhar um trocadilho que compus com relação à nossa missão:
Pedimos a Deus: "Senhor, me dê poder que eu irei".
Deus diz: "Vá que eu te dou poder".

Quero encerrar como minha irmã em Cristo, Michele Coutinho do abençoado Blog PALAVRA DO DIA: clique no link abaixo e ouça a bela mensagem de Ludmila Ferber - NUNCA PARE DE LUTAR: http://www.youtube.com/watch?v=9_s8YYxEpaQ <>

Comentários

Paz amado, bela mensagem... realmente muitos nao sabem que ja estao livres... e muitos gostao tanto de ser escrevo que continuam escrevos....
um grande abraco... continue escrevendo mensagens assim...
En Cristo Gildo e Val.
Michele disse…
muito boa sua mensagem devemos testemunhar o Amor de Deus por todos nós fazendo valer o sacrifício de Jesus na cruz para nos libertar da escravidão do pecado e nos salvar!
Fica na paz!
Pastoragente disse…
Graça e paz!
Vim conhecer seu Blog e tive uma grata surpresa, pois é muito boa sua iniciativa.
Já estou seguindo.
Venha dar a honra de sua visita no PASTORAGENTE.BLOGSPOT.COM e, se quiser seguí-lo, vai ser uma alegria para mim.
Lá eu exponho da forma mais realista e divertida possível as situações, dúvidas, experiências ministeriais e pessoais de uma mulher simples como eu.
Fique na paz e que o Senhor abençôe você e toda sua família.
Abração!!!
Pra. Marlene disse…
Olá Pr. Gerson, graça e Paz!

Amei seu Blog! Tem sido uma benção para todos nós! Continue neste propósito que Deus tem colocado no teu coração de restaurar as vidas para o Reino de Deus. Deus te abençoe e toda a sua família.

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo. (2 Co 2.14.) 

De aparentes derrotas Deus tira as Suas maiores vitórias. 
Muitas vezes o inimigo parece triunfar temporariamente, e Deus assim permite. Depois então Ele confunde toda a obra do inimigo, desfaz sua aparente vitória e, como diz a Escritura, "transtorna o caminho dos ímpios". 
Assim Ele nos leva a experimentar uma vitória muito maior do que se não tivesse permitido ao inimigo um aparente triunfo no início. 
A história dos três moços hebreus lançados na fornalha ardente é bastante conhecida, e nos traz um exemplo de vitória aparente do inimigo. Parecia que os servos do Deus vivo iam sofrer uma terrível derrota. Por certo todos nós já estivemos em situações onde parecíamos derrotados — e o inimigo se regozijava. Podemos imaginar a derrota completa que os três jovens pareciam estar sofrendo: lançados na fornalha, com os inimigos observando para vê-los arder naquelas chamas. Porém, em que grande pasmo fica…

Manhã com Deus

Prepara-te para amanhã, para que subas..., e ali te apresenta a mim no cume do monte. Ninguém suba contigo. (Êx 34.2, 3.) 

 O momento matinal com Deus é essencial. Não podemos encarar o dia sem ter olhado para Deus, nem ter contato com outros, sem primeiro ter estado em contato com Deus. Não podemos esperar vitória, se começamos o dia na nossa própria força. Enfrentemos o trabalho de cada dia sentindo a influência de alguns momentos tranqüilos com o coração diante de Deus. Não entremos em contato com ninguém, mesmo os de casa, sem ter primeiro conversado com o grande hóspede e companheiro de nossa vida — Jesus Cristo. Conversemos a sós com Ele regularmente. Conversemos a sós com Ele diante da Bíblia, e enfrentemos os deveres habituais e não habituais de cada dia, tendo a influência dEle a controlar cada um de nossos atos. Tens hoje muito que fazer, talvez; Fala com Deus, primeiro. As coisas mudam tanto de figura Quando encaradas lá, A sós com Deus. Familiariza-O com esses teus ass…

Falar é Prata, Escutar é Ouro

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” Tiago 1:19-20).
Recebi esse texto abaixo para meditação da Rádio BBN e resolvi compartilhar com vocês que acompanham-me pelo BLOG do Pastor Gerson Luiz. A mensagem é muito boa e vai acrescentar muito para quem tirar alguns minutos para ler meditar.
Aproveito para recomendar a programação da Rádio BBN que pode ser sintonizada pela WEB. Copie o link a segui e aproveite: http://www.bbnradio.org/jwplayer/players/browsers/portuguese.htm O ditado popular: “Falar é prata, escutar é ouro” reflete essa verdade preciosa. No texto acima entendemos que muitos de nós ainda precisa escutar mais e falar menos. Infelizmente, muitas vezes fazemos o contrário do que Deus nos exorta em Sua palavra. Quantas vezes somos tardios para ouvir, prontos para falar e mais prontos ainda para nos irar? E assim perdemos a oportunidade de experimentar a justiça…