Acompanhe este Blog clicando em SEGUIR

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Dependência de Deus


DEPENDÊNCIA DE DEUS
"Porque eu, o Senhor teu Deus, te seguro pela tua mão direita, e te digo: Não temas; eu te ajudarei."Isaías 41:13

Hoje, em meu devocional, eu perguntava a Deus como, de fato, sabemos qual é a sua direção específica para a nossa vida? Que decisão tomar nessa, naquela e naquela outra área da vida?

Veio-me, então, a mente a passagem de 1º Samuel capítulos 23 e 30. Davi consultava a Deus sobre questões importantes e decisivas dizendo:"Senhor, devo ir pelejar contra os Filisteus?", "Senhor, os habitantes de Queila me entregarão a Saul?", ou "Devo ir atrás dos amalequitas?", além de uma frase interessante no capítulo 30:6 "E Davi muito se angustiou, porque o povo falava de apedrejá-lo, porque a alma de todo o povo estava em amargura, cada um por causa dos seus filhos e das suas filhas; todavia Davi se fortaleceu no SENHOR seu Deus".

Essa dependência é maravilhosa, pois Deus respondia com orientações específicas sobre o que e como fazer.

Agora, como interpretar isso em nossa vida? Como ter com Deus essa cumplicidade tamanha, a fim de prover-nos da direção divina para a grande carga de pressões diárias?

Jesus oferece-nos a receita em João 15:4-7: "Estai em mim, e eu em vós...porque sem mim nada podeis fazer... Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito."

Permanência no Senhor. Mais que um monólogo na oração. Uma conversa. Uma intimidade que orienta, dirige, instrui e tira o peso da ansiedade.

Afinal de contas a ansiedade é causada pelo medo e pela incerteza. Este "permanecer no Senhor" desfaz o medo e a ansiedade, pois é firmado no amor de Deus e em seu cuidado, que nos traz a certeza de que "O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará" Salmo 23:1.

Permanência sugere investimento de qualidade de tempo, de disposição e de relacionamento, o que nos fala de um estilo de vida e não apenas ocasional.

Intimidade com Deus é um privilégio a disposição de todos. Todavia, não é automático, requer uma busca pela presença de Deus. "
O Senhor se torna íntimo dos que o temem, e lhes manifesta a sua aliança." Salmos 25:14

Ah! Sobre minhas necessidades apresentadas hoje, o Senhor me revelou: "Nessa ocasião Josué disse ao povo de Israel: —Até quando vão ficar esperando para tomar posse da terra que o SENHOR, o Deus dos seus antepassados, deu a vocês?" Josué 18:3. Sabe o que fiz? Fui ao encontro da bênção, pois ele já a confirmara. Oh Glória a Deus.

Mas sobre isso, gostaria de fala mais numa outra oportunidade.

Escrevam-me seus comentários e discernimentos para somarmos mais sobre o assunto de hoje: gersonluiz_garcia@yahoo.com.br.

Carinhoso abraço fraterno e até breve.

No amor de Cristo,

Gerson Luiz Garcia de Lima
Comunidade Evangélica Restauração e Vida

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Um Exemplo fala mais alto que Palavras

OLÁ BOM DIA! BOA TARDE! BOA NOITE!

Como Cristãos precisamos entender o poder de sermos exemplos em toda nossa maneira de viver. Cito as Palavras do Apóstolo Paulo a Timóteo: "Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza." 1 Timóteo 4: 12. E também as palavras de Jesus que diz-nos “Seja o vosso falar 'sim, sim; não, não'. O que passar disso é de procedência maligna” (Mateus 5:37).

Então me lembrei do texto abaixo, de autoria desconhecida, que recebi de um professor num curso. Segue para os cristãos para refletirmos sobre uma vida cristã diária em que as palavras falam menos do que a ação. Leia, você vai gostar.

UM EXEMPLO É MAIS FORTE DO QUE MUITAS PALAVRAS

A mãe levou seu filho até um sábio e implorou-lhe:

- Mestre, por favor, diga a meu filho para não comer mais açúcar...

- Fitando os olhos do menino, o mestre fez uma pausa e nada lhe disse. E, dirigindo-se a senhora, pediu-lhe que retornassem após duas semanas. No final do prazo dado pelo mestre, a mulher retornou com o menino. Então o sábio, olhando novamente nos olhos do garoto, disse-lhe:

- Não coma mais açúcar, etc....


Agradecida, porém perplexa, a mulher perguntou:


- Mestre, por que o senhor me pediu duas semanas e poderia ter dito a mesma coisa quando eu vim aqui pela primeira vez?

E o sábio respondeu-lhe:

- Duas semanas atrás, eu ainda comia açúcar.

Nesse momento a mãe compreendeu a importância de viver aquilo que se aconselha. Para educar bem seu filho, precisava muito mais do que palavras: era necessário dar o exemplo.

Lembre-se: sua palavra só terá poder de transformação quando for vivida.

Um forte abraço do Pastor Gerson, ficarei muito feliz de você conhecer outras postagens minhas, comentá-las.

Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...