Acompanhe este Blog clicando em SEGUIR

terça-feira, 26 de abril de 2011

Desperta tu que dormes

Cruzada de Reinhard Bonnke na Nigéria: Cumprindo os propósitos da Igreja de Jesus Cristo
Tempos diferentes, intrigantes e desafiadores, esses que estamos vivendo atualmente.
A Igreja vê-se inserida num contexto que põe em xeque seus conceitos e valores. As repressões contra a Igreja, como as que aconteceram nos massacres nas arenas romanas, no início da era cristã, ou na China comunista, na ex-União Soviética e na Europa Oriental no século passado, deram um saldo muito alto de mortes e forneceu mártires que reforçaram ainda mais a genuína fé em Jesus e revelaram uma crença que transcende as barreiras da vida temporal, através de homens e mulheres fiéis a Deus. Verdadeiros heróis da Fé. 

Porém, a tática atual de satanás, na era da informação, é muito diferente: a fé verdadeira está sendo colocada no mesmo “balaio” de outras crenças falsas, num processo de desmistificação da humanidade, que torna-se obsessiva em caçar e quebrar paradigmas.    Desvendam-se todas as mentiras e mitos religiosos, porém, com o intuito de também levar-nos os reais valores da nossa santíssima Fé em Jesus.

As religiões pagãs, outrora parte vital da estratégia satânica serão em breve sacrificadas nesse processo de auto-suficiência da humanidade, para que junto com elas a humanidade também sacrifique a Fé verdadeira em Jesus. Isso é o preparo para a manifestação do anticristo, que conforme o apóstolo Paulo, em II Tessalonicensses 2:3-4, “...se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou é objeto de adoração...”

Essa humanização traz consigo muitos conceitos que ofendem diretamente os princípios bíblicos, por exemplo, “oficializa” a imoralidade sexual e a alteração dos padrões bíblicos  sobre sexualidade, incentiva a rebeldia dos filhos, menospreza as autoridades, enfraquece os votos do matrimônio, apoia a liberdade sexual, etc.. (Romanos 1:21-32)

A Igreja é pressionada, e não pode mostrar-se impotente ou indiferente a tudo isso.

A estratégia desse novo modo de pensar, é satânica, é forte e avança parelha e consistentemente em todas as áreas da sociedade, senão vejamos:
·       Na mídia, artistas, escritores de novelas, celebridades, formadores de opinião, empresas entre outros, fazem tudo para que a sociedade ache normal as drásticas mudanças e inserções nos costumes morais, espirituais e sociais;
·       Na política, usa-se todo o empenho para mudar a legislação em favor desse plano;
·       A sociedade desvergonha-se de seus atos pecaminosos sendo que o que muitos não fazem, apoiam os que fazem, como que se comprometendo mutuamente. Sem contar de uma geração que não tem condições de recriminar a outra, pois encontram-se debaixo da mesma culpa;
·       E, para piorar ainda, falsos líderes religiosos, tratam de envergonhar o evangelho, maculando a imagem da Igreja, e frustrando as pessoas para que não encontrem na Igreja o caminho para a libertação em Jesus.

Seria isso, a vida como ela é? Não, isso não é a vida. É um borrão mal escrito com as canetas da mentira e da impiedade. A Igreja não pode continuar contemplando isso paralisada. Não pode continuar lutando com arco e flecha em plena era nuclear, figurativamente. O apóstolo Paulo disse que “as armas de nosso exército, não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas.”

Jesus disse: “...Diante dela (a Igreja) as portas do inferno não prevalecerão” (Mateus 16:18).  Precisamos de coragem e ousadia. Daniel, o profeta, disse”... mas o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e fará proezas.” (Daniel 11:32). A Igreja não é impotente, mas precisa descobrir mais sobre sua fonte de poder: o Senhor Jesus (João 15:5) De fato, o apóstolo chama a igreja de COLUNA E FIRMEZA DA VERDADE - 1º Timóteo 3:15.

Pastor Rick Warren, disse que podemos hoje experimentar um crescimento extraordinário, quando aplicarmos. os cinco propósitos de Deus para a Igreja simultaneamente: ADORAÇÃO, COMUNHÃO, DISCIPULADO, EVANGELISMO E SERVIÇO CRISTÃO.

A Igreja deve evitar estar seccionada e usar esses propósitos separadamente, “especializando-se” em algum deles ou terceirizando aquilo que não sabe ou não quer fazer. Damos graças a Deus por organizações como a Jocum, a Cruzada estudantil para Cristo, os Gideões, e os seminários bíblicos. Mas eles foram criados para apoiar a Igreja e e são parte da igreja, mas não é missão destes fazer sozinhos o que todos na Igreja deveriam estar fazendo. Despertemos e avancemos. A Igreja está destinada a vencer (Mateus 16:18).

Teria muito ainda a compartilhar com vocês, sobre os propósitos de Deus para sua Igreja, mesmo assim você pode dar um presente a si mesmo e ler os livros Evangelismo por Fogo (Reinhard Bonke) e Um vida com propósitos (Rick Warren)

Informação e entretenimento apenas, não movem a Igreja, mas convicções fortes na Palavra de Deus farão dela, uma real ameaça ao reino das trevas e uma glória para nosso Senhor Jesus Cristo.

Forte abraço e até mais. 
Por Gerson Luiz Garcia de Lima
Curitiba/Pr.

Deixe seu comentário logo abaixo ou envie um e-mail com suas considerações para gersonluiz_garcia@yahoo.com.br. Ainda , você pode sugerir esse texto para seus contatos nas redes sociais veja os ícones do twiter, facebook, yahoo, orkut e e-mail também logo abaixo.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

O Jejum e a Oração (parte 2 e final)

O Jejum é um potencializador da oração
Continuando o estudo sobre o jejum, concluirei a mensagem do Pr. Rex Humbard (in memorian). Espero que esteja sendo bênção para a tua vida. Por isso peço que você comente tanto nesta postagem quanto na outra, se for possível. Para comentar você precisa logar com algum e-mail seu vinculado no Google (do Orkut por exemplo) ou do Yahoo. Se tiver dificuldade, envie-me uma mensagem para gersonluiz_garcia@yahoo.com.br. 
Deus te abençõe.
Pastor Gerson Luiz
Deus ouve nossas orações unidas ao jejum
Esdras falou sobre a ocasião quando ele jejuou e orou por Israel: ”Nós, pois, jejuamos e pedimos isto ao nosso Deus; e ele atendeu às nossas orações” (Esdras 8:23). E Deus prometeu através de Joel: “Todavia, ainda agora diz o Senhor: convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto. Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes; e convertei-vos a o Senhor vosso Deus; porque ele é misericordioso e compassivo, tardio em irar-se e grande em benignidade, e se arrepende do mal” (Joel 2:12-13).

Se você precisa de resposta de Deus às suas orações, se precisa de misericórdia, perdão, ajuda ou bênçãos, use a chave do jejum e entre! Você encontrará uma dimensão de vida conhecida apenas por poucos cristãos. Eu creio que este é o caminho secreto para a paz, de que Jô falou: “Ave de rapina não conhece essa vereda, e não a viram os olhos do falcão; nunca pisaram feras altivas, nem o feroz leão passou por ela” (Jó 28:7-8).

É um caminho de poder e provisão reservado para aqueles que se colocam à parte, jejuando e orando, assim como aqueles em todo o mundo que aceitam esse desafio.

Nós é que servimos a Deus, Não é Ele que nos serve

Muitas das coisas que Jesus disse e ensinou, enfureceram seus críticos e às vezes confundiram seus discípulos. E isso é especialmente verdadeiro quanto a parábola que Ele sobre um fazendeiro que procurava trabalhadores - Mateus 20.1 ao 16:
1 “Porque o reino dos céus é semelhante a um dono de casa que saiu de madrugada para assalariar trabalhadores para a sua vinha. 2 E, tendo ajustado com os trabalhadores a um denário por dia, mandou-os para a vinha. 3 Saindo pela terceira hora, viu, na praça, outros que estavam desocupados  4 e disse-lhes: Ide vós também para a vinha, e vos darei o que for justo. Eles foram.  5 Tendo saído outra vez, perto da hora sexta e da nona, procedeu da mesma forma,  6 e, saindo por volta da hora undécima, encontrou outros que estavam desocupados e perguntou-lhes: Por que estivestes aqui desocupados o dia todo?  7 Responderam-lhe: Porque ninguém nos contratou. Então, lhes disse ele: Ide também vós para a vinha. 8 Ao cair da tarde, disse o senhor da vinha ao seu administrador: Chama os trabalhadores e paga-lhes o salário, começando pelos últimos, indo até aos primeiros.  9 Vindos os da hora undécima, recebeu cada um deles um denário.  10 Ao chegarem os primeiros, pensaram que receberiam mais; porém também estes receberam um denário cada um. 11 Mas, tendo-o recebido, murmuravam contra o dono da casa, 12 dizendo: Estes últimos trabalharam apenas uma hora; contudo, os igualaste a nós, que suportamos a fadiga e o calor do dia. 13 Mas o proprietário, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço injustiça; não combinaste comigo um denário? 14 Toma o que é teu e vai-te; pois quero dar a este último tanto quanto a ti.  15 Porventura, não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou são maus os teus olhos porque eu sou bom? 16 Assim, os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos [porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos].”

A chave para a compreensão dessa estranha parábola encontra-se na explicação do fazendeiro. Ele disse: “Não me é lícito fazer o que eu quero do que é meu?” Em outras palavras, tudo aquilo pertencia ao fazendeiro, e ele poderia fazer o que bem entendesse com os seus bens. Jesus contou essa parábola para enfatiza que Deus é dono de tudo nesse mundo. Não fomos nós que o criamos, Ele é quem nos criou.Desde os primórdios dos tempos, o problema tem sido que o homem quer formar Deus a imagem humana em vez de compreender que Deus o criou à sua própria imagem. Essa foi a primeira tentação no jardim do Éden. Satanás tentou o homem para que ele se fizesse um “deus” ou um manipulador dos eventos e destinos. Em outras palavras, o homem queria colocar Deus numa garrafa, como um gênio mágico das mil-e-uma-noites, e fazer com que Ele aparecesse no momento em que decidisse lhe pedir alguma coisa.

Existem milhões de pessoas neste mundo que vêem a Deus dessa maneira. Essas pessoas não estão interessadas em servir a Deus. Ao invés disso, desejam que Deus sirva a elas. Acham que Ele nada mais é do que um grande benfeitor, manipulando magicamente os eventos e as pessoas segundo a vontade dessas pessoas. E acabam ficando frustradas porque isso simplesmente não acontece da forma como querem. É por isso que Jesus afirmou que este mundo pertence ao Pai, e que Ele fará a Sua vontade. Nós é que devemos servi-lo e não Ele a nós. Esta é a razão também, porque muitos dos jejuns feitos pelo povo de Israel não deram em nada.

Por que o jejum não deu resultado para Israel?

Precisamos entender de forma clara e exata como o jejum funciona e por que ele às vezes não dá resultado.
O profeta Isaías diz que Israel queria que Deus fosse seu “gênio particular”, algo como o de Aladim, atuando de acordo com a vontade do povo. Isso, segundo Isaías, foi a razão pela qual o jejum não deu resultado. 58:3-14:
3 dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos a nossa alma, e tu não o levas em conta? Eis que, no dia em que jejuais, cuidais dos vossos próprios interesses e exigis que se faça todo o vosso trabalho. 4 Eis que jejuais para contendas e rixas e para ferirdes com punho iníquo; jejuando assim como hoje, não se fará ouvir a vossa voz no alto. 5 Seria este o jejum que escolhi que o homem um dia aflija a sua alma, incline a sua cabeça como o junco e estenda debaixo de si pano de saco e cinza? Chamar-te-iastu a isto jejum e dia aceitável ao SENHOR? 6 Porventura, não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade desfaças as ataduras da servidão, deixes livres os oprimidos e despedaces todo jugo? 7 Porventura, não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres desabrigados, e, se vires o nu, o cubras, e não te escondas do teu semelhante? 8 Então romperá a tua luz como a alva, a tua cura brotará sem detenha, a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do SENHOR será a tua retaguarda; 9 então clamarás, e o SENHOR te responderá; gritarás por socorro, e ele dirá: eis aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o dedo que ameaça o falar injurioso; 10 se abrires a tua alma ao faminto e fartares a alma aflita, então, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia. 11 O SENHOR te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam. 12 Os teus filhos edificarão as antigas ruínas; levantarás os fundamentos de muitas gerações e serás chamado reparador de brechas e restaurador de veredas para que o país se torne habitável. 13 Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, 14 então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse.

Isaías disse que não devemos jejuar com a intenção de fazer com que nossa voz seja ouvida do alto. Pelo contrário, o jejum nos coloca em sintonia com o que Deus que em nossa vida.

O povo de Israel jejuava pelas razões erradas. Eles queriam que Deus atuasse com um servo deles. Mas Deus quer que nos coloquemos de joelhos, e acertemos nossa vida, e então nos levantemos para nos entregarmos a Seu serviço. Observe o que Deus disse para Israel fazer antes de esperar resultados positivos do jejum:
  • Vs. 5      - Arrependimento
  • Vs. 6      - Afastar-se do erro /consertar relacionamentos /cuidar dos pobres necessitados

Apenas então poderiam esperar as bênçãos. Davi sabia a receita: Salmo 51.16-17 e 19.

A obediência é a chave do sucesso no jejum

Não é necessário jejuar para provar a Deus que somos sinceros. Ele sabe disso. Mas o jejum faz com que tenhamos sob controle os nossos pensamentos, imaginação e impulsos, levantando-nos para bem perto de Deus, para que Ele possa aproximar-se de nós.

O jejum nos leva para o lugar onde Deus pode falar conosco

Um dia Elias, o profeta se afastou do lugar em que Deus queria que Elias estivesse. Ele fugiu em grande terror diante das ameaças da perversa Jezabel. Debaixo de uma árvore de zimbro e mergulhado em uma grande depressão, Elias começou a orar para que Deus o deixasse morrer. Finalmente, o Senhor enviou um anjo para ministrar a ele, mas ainda assim o profeta não reagiu. Depois de caminhar por 40 dias e 40 noites, em jejum, ele chegou a um monte e escondeu-se numa de suas cavernas. A narrativa da Bíblia diz “Ali entrou em uma caverna, onde passou a noite. E eis que lhe veio a palavra do Senhor, dizendo Que fazes aqui Elias?” (1 Reis 19:9).

Elias não estava onde deverias estar. Deus não lhe ordenara que fugisse de Jezabel. A depressão que estava sentindo era causada pela desobediência, auto-piedade e medo. Esta é uma pergunta que Deus nos faz freqüentemente: “O que você está fazendo aqui? Eu lhe disse para estar em outro lugar.” O jejum de Elias nada significou porque ele estava fora do lugar onde Deus poderia atender seus pedidos e suas necessidades. Somente quando Elias recolocou-se em harmonia com o plano de Deus, foi que seu ministério o levou à vitória.

Nós também devemos permanecer no lugar que Deus planejou para nós, para que possamos ter a riqueza de Sua provisão, Seu poder e propósito. O jejum não faz com que Deus se curve aos nossos desejos – mas faz com que nossa vida se alinhe com o desejo, a Palavra e o caminho de Deus para nós. Então começaremos a sentir os resultados! E isso capacita, como indivíduos ou parte de uma família de oração, a ver as respostas às nossas orações.

O jejum é algo muito pessoal

Jesus afirmou que, para ter a atitude correta quanto ao jejum, devemos nos lembrar de que se trata de um tempo muito íntimo de comunhão entre nós e Deus: Mateus 6:16-18 / Esdras 8:23 / Daniel 10:12.

O jejum tem o propósito de abrir-nos para o que Deus tem para nos dar. É um potencializador da oração. <>

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Frases para meditar e Refletir

Gostaria de partilhar com o querido(a) leitor(a), algumas frases célebres de pensadores conhecidos ou não. Esse post não tem um caráter de estudo bíblico devocional, mas as frases são muito interessantes para refletirmos um pouco. Bom proveito!

Albert Einstein: Cientista
“Não podemos querer que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a maior benção que pode acontecer as pessoas e aos países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia assim como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem os inventos, os descobrimentos e grandes estratégias. Quem supera a crise se supera a si mesmo sem ter sido superado.
Quem atribui à crise, os seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais os problemas que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a dificuldade para encontrar as saídas e as soluções. Sem crises não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. 
Sem crises não há méritos. É na crise que aflora o melhor de cada um, porque sem crise todo vento é uma carícia. Falar da crise é promovê-la, e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la." 
  - Albert Einstein
  • “É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrotas, do que formar fila com as pessoas pobres de espírito que nem se alegram muito nem sofrem tanto, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece nem vitória nem derrota.”
- Theodore Rossevelt.
  • O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos.
- Elleanor Roosevelt
  •  Você precisa fazer aquilo que pensa que não é capaz de fazer.
- Elleanor Roosevelt
  • Os únicos limites das nossas realizações de amanhã são as nossas dúvidas e hesitações de hoje.
- Franklin Roosevelt

  • O amor não prospera em corações que se amedrontam com as sombras."
- William Shakespeare
  •  "Não adianta dizer: Estamos fazendo o melhor que podemos. Temos que conseguir o que quer que seja necessário."
- Winston Churchill
  •  "Todas as grandes coisas são simples. E muitas podem ser expressas numa só palavra: liberdade; justiça; honra; dever; piedade; esperança."
- Winston Churchill
  •  "Há mais pessoas que desistem do que pessoas que fracassam."
- Henry Ford
  •  "Costumo voltar atrás, sim; não tenho compromisso com o erro."
- Juscelino Kubitscheck
  •  "Um grama de ação vale mais do que uma tonelada de teoria."
- Friedrich Engels
  • "Algo é só impossível até que alguém duvide e acabe provando o contrário."
- Albert Einstein
  •  "O trabalho mais duro que existe é não fazer nada."
- Provérbio judaico
  • "Enquanto esteve vivo, viveu."
- Epitáfio de Malcolm Forbes
  • "Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez."
- Jean Cocteau
  • "Quando erguemos a vista não vemos fronteiras."
- Provérbio japonês
  • “Ter talento é acertar num alvo que ninguém acertou. Ser gênio é acertar num alvo que ninguém viu”.
- Arthur Shopenhauer
  • "Os ideais que iluminaram meu caminho e que sempre me deram uma nova coragem para encarar a vida, foram: a bondade, a beleza e a verdade"
- Albert Einstein
  • “Não é triste mudar de idéia; triste é não ter idéias para mudar.”
- Barão de Itararé
  • “Escolha sempre o caminho que pareça o melhor, mesmo que seja o mais difícil; o hábito brevemente o tornará fácil e agradável.”
- Pitágoras
  • A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las.
- Aristóteles
  • “A genialidade dos líderes não está em obter conquistas pessoais, mas em libertar o talento de outras pessoas.”
- João Alfredo Biscaia
  • "O Mundo abre passagem para o homem que sabe para onde está indo!"
- Ralph Waldo
  • "O futuro tem muitos nomes. Para os fracos, é o inatingível. Para os temerosos, o desconhecido. Para os valentes, a oportunidade".
- Victor Hugo
  • " O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."
- Fernando Pessoa
  • “Se você se sente só é porque construiu muros em vez de pontes.”
- Anônimo
  • “Você quer ser feliz por um instante? Vingue-se! Você quer ser feliz para sempre? PERDOE!”
- Tertuliano
"Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo. O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando "você muda".
Não tenha pressa em chegar ao fim. Caminhe com segurança e constância, porque tudo nos chegará na hora exata e mais oportuna. Os frutos amadurecidos à força não são tão saborosos quanto os que amadurecem naturalmente. Saiba esperar com paciência e não desanime.
(não achei quem foi autor)

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O Jejum e a Oração

O Jejum aumenta o poder na Oração


A maioria das pessoas neste mundo já orou pelo menos uma vez ou outra. Porém, oram geralmente de um modo superficial – talvez baixando suas cabeças e acompanhando a oração de outra pessoa, ou então oram num momento de crise, por puro desespero.

Mas poucos são aqueles que aprenderam que existe uma segunda chave que abre o banco das bênçãos divinas, e que essa chave é o jejum. Essa é a segunda atividade específica que vamos aprender.

Existem muitos livros que falam sobre os benefícios físicos do jejum, e alguns médicos o recomendam como um método ótimo para combater certas enfermidades. Mas, muito mais do que os benefícios físicos, o jejum representa uma forma pela qual se pode buscar a Deus diligentemente.

Pastor Rex testemunhou de muitas pessoas que foram abençoadas por seu ministério com intervenções miraculosas de Deus: curas, libertações, salvação de vidas, etc.. No tempo de seu ministério na década de 1980, ele disse: “Há pessoas que pensam que podemos levar outros a Cristo com a maior facilidade, pois vêem milhares assistindo o programa pela televisão ou vindo à Catedral da Fé. Mas isso não é verdade. Cada carta e cada palavra de testemunho que recebemos é resultado de milhares de orações e muito jejum em nosso ministério. É por isso que colocamos tanta importância na Família Chave de Oração) programa mundial de oração do ministério Rex Humbard nas décadas de 70 e 80). As orações e o jejum de todos os seus membros dão ao nosso ministério a força de que ele necessita para destruir a influência de Satanás sobre a vida de milhões de pessoas perdidas e perturbadas neste mundo.”

Certo dia Jesus curou um menino dominado por forças satânicas. O pai do menino suplicou ao Senhor: “Senhor, tem compaixão de meu filho, porque está possuído pelo demônio, e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo e outras na água. Eu o trouxe aos teus discípulos, e não o puderam curar.” (Mateus 17:15-16). Depois que Cristo libertou o menino, seus discípulos Lhe perguntaram: “Por que não pudemos nós expulsá-lo?” E Jesus lhes respondeu: “Esta casta não se expele senão à força de oração e jejum” (Mateus 17:21)
Ao nos defrontarmos contra todo o poder do mal temos uma grande luta pela frente. Satanás não abandona facilmente aqueles que estão sob seu domínio. E isso é ainda mais verdadeiro quando uma pessoa esteve escravizada pelo pecado durante muitos anos. Por essa razão...

Jesus nos deu o segredo para termos maior poder – o jejum unido a oração.

Nossa alma está enclausurada em nosso corpo. E na maioria das vezes damos maior atenção ao cuidado do corpo do que às necessidades da alma. Deixamos nos levar pelas necessidades do corpo como a fome e a sede. Não existe nada de errado em atender a essas necessidades, mas o homem que está sempre escravizado por elas jamais será realmente livre. O propósito do jejum é dar atenção especial às necessidades da alma, ao invés de nos preocuparmos unicamente com os desejos do corpo. O jejum arrebenta os grilhões dos desejos de nossa carne humana.
Quando jejuamos e oramos, Deus nos permite participar dos anseios de Seu próprio coração.  Tornamo-nos inimigos daquelas coisas das quais o coração de Deus é inimigo. Essa profunda comunhão que passamos a ter com Ele, nos livra das pretensões terrenas, até que possamos entender muito melhor as questões espirituais. Por esta razão, aqueles que realmente desejam que o evangelho triunfe, procurarão se envolver e participar do ministério do jejum. E é exatamente esse cristão dedicado que fará a diferença na Igreja do Senhor.

Uma família teve sua vida completamente transformada porque duas pessoas dedicaram-se à oração e ao jejum

“A família Jones representa um exemplo vivo dos resultados que podemos alcançar através da oração e do jejum. Dezessete membros dessa família vieram a conhecer a Cristo através das orações do senhor e da senhora Jones, que foram até a Catedral do Amanhã em Ohio, quando então o Pastor Rex Humbard pastoreava ali. Desse grupo de pessoas, duas eram alcoólatras, duas tentaram o suicídio, e um rapaz pretendia também suicidar-se, mas encontrou Cristo no momento derradeiro. Outro, ainda, havia passado 21 meses em tratamento psiquiátrico, e outro internado em hospital de doentes mentais, um viciado em drogas e vários tinham seus casamentos fracassados.

Todavia, Deus salvou a todos eles, porque os membros da Família Chave de Oração oraram e jejuaram juntamente com o casal Jones, e hoje essa família vive uma vida cristã de felicidade e serviço ao próximo. “Estão sempre prontos a testemunhar sobre o poder da oração unida ao jejum, e sobre o poder de Cristo para transformar vidas.”

A senhora Jones disse: ‘ Há alguns anos atrás, nossa família nada mais era do que um bando de loucos a caminho do inferno. “Mas tudo isso mudou.”

As Escrituras nos ensinam que o Jejum é parte vital de nossa fé, como uma forma de abrir os amplos tesouros das bênçãos de Deus para aqueles que realmente têm necessidades urgentes.

Cristo jejuou 40 dias no deserto, antes de começar Seu ministério ativo (Mateus 4:1-2). Moisés jejuou 40 dias enquanto estava com deus no Sinai, recebendo as tábuas da Lei (Êxodo 34:28). Elias jejuou por 40 dias quando estava fugindo do perverso Rei Acabe (1 Reis 19:8).

Paulo jejuava frequentemente (2 Coríntios 11:27). E Jesus disse que Seus discípulos jejuariam quando ele deixasse a Terra (Marcos 2:20).

Por isso, como cristãos, devemos também jejuar para podermos resistir à grande pressão espiritual que cai sobre este mundo perdido e próximo do fim.

O jejum não precisa durar 40 dias. Pode ser um jejum de 20 dias, um jejum de 2 dias ou mesmo de uma refeição. Tudo depende da situação pela qual estamos orando, e da orientação do Espírito Santo. A duração do jejum não o ponto importante – o importante é nossa obediência a Deus ao jejuarmos.

A oração precisa sempre acompanhar o jejum. Não se trata apenas de omitir uma refeição. Mais do que isso, temos que nos colocar à disposição de Deus para que Ele realize o Seu trabalho.

A Bíblia nos diz que devemos Jejuar

A Palavra de Deus instrui o Seu povo a jejuar por uma série de razões:
  • Quando enfrentamos uma calamidade pública: 2 Samuel 1:12
  • Em horas de aflição: Salmo 35:13/ Daniel 6:18
  • Quando nos aproximamos do perigo: Ester 4:16
  • Ao escolher e abençoar líderes: Atos 13:3 e 14:23
  • Em ocasiões de luto: 1 Sam. 31:13 e 2 Sam. 1:12
  • Quando nossos entes queridos estão enfermos: 2 Samuel 12:16, 21-23
  • Quando estamos em conflitos com os outros: Juízes 20:26
  • Em oração por necessidades pessoais: Salmo 109:24
Continuaremos a segunda e última parte desse estudo do Pr. Rex Humbard na próxima postagem.



Nota: Pastor Rex Humbard foi o primeiro tele-evangelista do mundo, levando a Palavra de Deus e a mensagem salvadora de Jesus a mais de 150 países do mundo, tendo começado em 1932 no rádio aos treze anos, e desde 1952 na televisão. Passou para a glória do Senhor em Setembro de 2007.

Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...