Pular para o conteúdo principal

Quando Deus pensou em você (parte 1)

Quando Deus Pensou em Você
Por Lloyd John Ogilvie

Texto Chave: Leitura: 1 João 1:1-4

Versículo Chave  “O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalpou, com respeito ao Verbo da vida. (1 João 1:1)

Fora uma semana difícil. Uma semana daquelas em que indagamos: "Quem sou, que estou fazendo aqui? Vale a pena tudo isso?"

Todos nós as temos. Tudo se acumula. Nada sai como planejamos. As pessoas nos decepcionam. Nossos alvos parecem estranhamente distantes e ilusórios. O trabalho perde o brilho e o gosto. Um desânimo lento nos envolve.

No final de uma semana como essa, um amigo disse-me uma coisa que me libertou: "Lloyd, desejo que sua vida seja tão linda como o foi na mente de Deus quando ele pensou em você pela primeira vez."

Fiquei profundamente comovido. As palavras penetraram-me a mente indo alojar-se nas profundezas do meu coração. A admoestação afirmativa tropeçou em meu interior como se tentasse ganhar controle de minha conscientização. Algumas horas mais tarde, estando eu a sós, meditando, voltei-me à visão reorientadora das palavras de meu amigo.

Oração. Mais que monólogo. Um diálogo nas profundezas.- "Senhor, como era eu quando, pela primeira vez, pensaste em mim? Que querias que fosse minha vida, toda minha existência humana?"

Silêncio. Nenhuma resposta. Mas o próprio silêncio era uma resposta. Como uma conversa com um verdadeiro amigo que lhe dá a liberdade de falar até que você saiba o que quer dizer.

Tentei imaginar a vida como Deus a pretendia - antes que a estragássemos e a distorcêssemos com o egoísmo e o orgulho. Voltar às coisas básicas foi um momento sublime. Um novo despertar para a realidade.

Realidade? Sim! A semana por que passara não fora realidade. Apenas um borrão azul da realidade distorcida.

Meu estado de espírito começou a mudar-se.

Mais silêncio. Eu não estava a sós. O Senhor respondia à minha oração. A resposta era ele próprio!

Sua primeira dádiva a mim foi um pensamento. Pulou para o centro de minha conscientização e tomou o comando. A excitação surgiu através de mim. Calor. Luz, Convicção!

A sala em que me encontrava orando estava na penumbra da luz desbotada da tarde, contudo, eu podia perceber um brilho que contrastava com a hora do dia. A penumbra de minha alma estava sendo inundada com luz, com a iluminação de uma verdade redescoberta que se tornava experiência.

"Cristo! Cristo, Lloyd, Cristo! Foi este o primeiro pensamento que tive de você. E foi exatamente por isto que vim nele. Não apenas para que você saiba como Sou, mas para que você conhecesse o quadro que faço do que você deveria ser!"

Minha conscientização dilatou-se. O foco era o próprio Cristo.

Propósito e poder em uma Pessoa. Fui levado de volta para a companhia do Senhor. O segredo de ser tudo o que eu devia ser quando ele, pela primeira vez, pensou em mim, era a comunhão com ele. Quanto mais ele se tornasse a força centralizadora de meu pensamento e sentimentos, tanto mais eu me tornaria como ele em ação e reação.

Ao término da oração, eu era uma pessoa diferente. Meu problema não eram o horário, as pressões da vida nem as pessoas ao meu redor. Eu era o problema! Eu havia saído do centro. Por alguns dias eu dera guarida ao pensamento arrogante e improdutivo de que se as circunstâncias ou as pessoas mudassem segundo minha vontade e estratégia, a vida seria linda. Não era a frustração. Era eu!

Essa não foi a primeira vez que eu passava por uma semana assim, nem seria a última. A diferença agora, como resultado da visão de meu amigo e de meu momento de oração, é que eu sei o que fazer. O próprio Cristo é a diferença. E não tenho de esperar dias, ou até mesmo horas, a fim de voltar para ele. A prática do quadro. Recuperar o que eu era quando o Senhor, pela primeira vez, pensou em mim, neste instante! Perdão. Aceitação. Amor imutável. Um novo começo!!!
(continua...)

Dr. Lloyd John Ogilvie concentra seu ministério sobre o cuidado, encorajamento e apoio às empresas, políticos e líderes comunitários. Durante 23 anos atuou como pastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Hollywood, Califórnia, e também tinha um rádio nacionalmente sindicado e do ministério de televisão. De 1995 a 2003, atuou como capelão do Senado dos Estados Unidos. 

Dr. Lloyd John Ogilvie é escritor e autor de mais de 50 livros, incluindo Quando Deus Pensou em Você, O Melhor de Deus para sua Vida, devocional imensamente popular diário, O Senhor do Impossível, A Sarça ainda Arde. Agora, ele mantém uma agenda lotada de Pregação líder, com conferências para pastores e palestras motivacionais em todo o mundo.

Comentários

Gloria a Deus por essa postagem, muitas vezes nos pegamos assim mesmo, em uma crise de existencia.

Deus eu quero viver o que o Senhor pensou para mim. Me perdoa, por eu ter sido tão cabeçuda!

Te amoooo!!!


Gerson Deus te abençoe, continue sendo esse homem abençoado!

Abraço,

Michelle Coutinho
Anônimo disse…
Do Facebook: Ainda tenho o meu livro "Quando Deus pensou em você" é uma benção na minha vida.
Dalva Cassiano Pontes
É isso mesmo Michele. Me veio na mente a canção A ESSENCIA ÉS TU.
Estou voltando para a essência da Adoração...

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo. (2 Co 2.14.) 

De aparentes derrotas Deus tira as Suas maiores vitórias. 
Muitas vezes o inimigo parece triunfar temporariamente, e Deus assim permite. Depois então Ele confunde toda a obra do inimigo, desfaz sua aparente vitória e, como diz a Escritura, "transtorna o caminho dos ímpios". 
Assim Ele nos leva a experimentar uma vitória muito maior do que se não tivesse permitido ao inimigo um aparente triunfo no início. 
A história dos três moços hebreus lançados na fornalha ardente é bastante conhecida, e nos traz um exemplo de vitória aparente do inimigo. Parecia que os servos do Deus vivo iam sofrer uma terrível derrota. Por certo todos nós já estivemos em situações onde parecíamos derrotados — e o inimigo se regozijava. Podemos imaginar a derrota completa que os três jovens pareciam estar sofrendo: lançados na fornalha, com os inimigos observando para vê-los arder naquelas chamas. Porém, em que grande pasmo fica…

Manhã com Deus

Prepara-te para amanhã, para que subas..., e ali te apresenta a mim no cume do monte. Ninguém suba contigo. (Êx 34.2, 3.) 

 O momento matinal com Deus é essencial. Não podemos encarar o dia sem ter olhado para Deus, nem ter contato com outros, sem primeiro ter estado em contato com Deus. Não podemos esperar vitória, se começamos o dia na nossa própria força. Enfrentemos o trabalho de cada dia sentindo a influência de alguns momentos tranqüilos com o coração diante de Deus. Não entremos em contato com ninguém, mesmo os de casa, sem ter primeiro conversado com o grande hóspede e companheiro de nossa vida — Jesus Cristo. Conversemos a sós com Ele regularmente. Conversemos a sós com Ele diante da Bíblia, e enfrentemos os deveres habituais e não habituais de cada dia, tendo a influência dEle a controlar cada um de nossos atos. Tens hoje muito que fazer, talvez; Fala com Deus, primeiro. As coisas mudam tanto de figura Quando encaradas lá, A sós com Deus. Familiariza-O com esses teus ass…

Falar é Prata, Escutar é Ouro

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” Tiago 1:19-20).
Recebi esse texto abaixo para meditação da Rádio BBN e resolvi compartilhar com vocês que acompanham-me pelo BLOG do Pastor Gerson Luiz. A mensagem é muito boa e vai acrescentar muito para quem tirar alguns minutos para ler meditar.
Aproveito para recomendar a programação da Rádio BBN que pode ser sintonizada pela WEB. Copie o link a segui e aproveite: http://www.bbnradio.org/jwplayer/players/browsers/portuguese.htm O ditado popular: “Falar é prata, escutar é ouro” reflete essa verdade preciosa. No texto acima entendemos que muitos de nós ainda precisa escutar mais e falar menos. Infelizmente, muitas vezes fazemos o contrário do que Deus nos exorta em Sua palavra. Quantas vezes somos tardios para ouvir, prontos para falar e mais prontos ainda para nos irar? E assim perdemos a oportunidade de experimentar a justiça…