Pular para o conteúdo principal

PONHA-SE ACIMA DA DEPRESSÃO


"Tenho-vos dito estas coisas para que o meu gozo esteja em vós, e o vosso gozo seja completo."

João 15:11

Winston Churchill, o grande líder da Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial, fez um discurso que se tornou famoso depois da desastrosa derrota inglesa em Dunquerque. "Lutaremos nas elevações, nunca nos renderemos." Todavia, você sabia que esse homem valente costumava afundar-se em profundos períodos de depressão?

A depressão, em maior ou menor escala, ataca a quase todas as pessoas em algum ponto da jornada da vida.

Por alguma razão, entretanto, nunca pensamos que os personagens bíblicos tivessem este problema. Em nossa mente os imaginamos como estando sempre cheios de esperança, alegria e poder. Mas, não é o que acontece. Na verdade, muitos dos heróis da Bíblia como Elias, Davi, Pedro e Paulo tiveram de enfrentar a depressão.

Um dos maiores milagres na vida de Elias se deu quando ele desafiou os profetas de Baal a um duelo, para ver quem servia o verdadeiro Deus. Tanto Elias como os sacerdotes de Baal construíram um altar no Monte Carmelo. Mas o fogo para consumir o sacrifício deveria descer do céu. Se Baal respondesse com fogo, então o deus deles teria sido o verdadeiro. Os 450 profetas de Baal gritaram e clamaram ao seu deus pedindo que mandasse fogo, porém nada aconteceu. Então chegou a vez de Elias.

Primeiro ele encharcou o sacrifício com água, três vezes, para que todos soubessem que Jeová era o Deus vivo. Ele então clamou a Deus e "caiu fogo do Senhor e consumiu o holocausto" (I Reis 18:38).

Foi um magnífico triunfo e Elias deveria ter-se sentido realizado. Todavia, em I Reis 19 vemos que a vida de Elias foi ameaçada por Jezabel. O poderoso Elias, o mesmo Elias que havia derrotado os profetas de Baal, e tinha vencido a carruagem do rei Acabe, agora estava fugindo. Nós o vemos amedrontado no deserto dizendo: "Basta; toma agora, Ó Senhor, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais" (I Reis 19:4). Elias estava deprimido.

Davi também conhecia os altos e baixos da depressão: "Salva-me, ó Deus, porque as águas me sobem até à alma. Estou atolado em profundo lamaçal, que não dá pé; estou nas profundezas das águas e a corrente me submerge. Estou cansado de clamar, secou-se-me a garganta; os meus olhos desfalecem de tanto esperar por meu Deus" (Salmo 42:11).

Mesmo um apóstolo que andou e falou com Jesus por três anos e O conhecia intimamente teve suas lutas com a depressão. Em Lucas 22, vemos que Pedro tinha negado a Jesus pela terceira vez. Imediatamente, o olhar penetrante de Cristo se encontra com o olhar amedrontado de Pedro. "Então, voltando-se o Senhor, fixou os olhos em Pedro, e Pedro se lembrou da palavra do Senhor, como lhe dissera: Hoje três vezes me negarás, antes de cantar o galo. Então Pedro, saindo dali, chorou amargamente" (Lucas 22:61,62). Pedro estava deprimido.

Paulo foi talvez o maior de todos os discípulos. Experimentou toda sorte de provas e tribulações, tendo escrito alguns dos seus mais famosos livros em uma prisão romana. Entretanto, mesmo esse extraordinário homem de Deus conhecia as profundezas da depressão. Aos coríntios ele escreve: "Porque não queremos, irmãos, que ignoreis a natureza da tribulação que nos sobreveio na Ásia, porquanto foi acima das nossas forças, a ponto de desesperamos até da própria vida" (1º Coríntios 1:8). Este texto deixa claro que Paulo estava falando tanto de desespero emocional como de perigo físico.

As causas da depressão
Calcula-se que oito milhões de norte-americanos sofrem de depressão anualmente. Centenas de milhares muitas vezes acabam num hospital, para tratamento. Milhões de outros sofrem no emprego ou em casa, receosos de admitir que se sentem derrotados.

Há um grande número de causas para a depressão, tanto de natureza emocional como física.

Elias evidentemente estava cansado quando pediu ao Senhor que lhe tirasse a vida. Numa manifestação de força sobrenatural, ele tinha corrido na frente da carruagem de Acabe desde o Monte Carmelo até Jezreel. Era uma distância de uns 40 quilômetros, que quase corresponde à distância de uma maratona atual. Só acompanhar uma pessoa que percorreu essa distância já deixa a gente cansada. E: preciso uma semana para se recuperar dos efeitos de uma corrida dessas. Por conseguinte, Elias, sem dúvida, estava exausto. Em I Reis 19:5, se diz que ele "deitou-se e dormiu debaixo do zimbro".

Na marcha frenética em que vivemos hoje em dia, quase todos nos sentimos cansados em certas ocasiões. Mães que trabalham fora, não só têm o exaustivo dever de criar os filhos e cuidar da casa, mas também se gastam com as exigências do emprego.

Maridos, para compensar a inflação, trabalham ainda mais para aumentar sua renda. O cansaço físico aumenta grande mente a nossa suscetibilidade à depressão, porque é irritante e fatigante enfrentar qualquer dificuldade.

Elias também estava emocionalmente exausto. A confrontação com os profetas de Baal foi uma experiência estimulante. Foi urna hora de grande expectativa e maravilhosa realização. Mas é exatamente após um clímax emocional desses que muitos caem nas profundezas do desespero. Uma vez que você chega ao alto da montanha, não há outro caminho a não ser a descida.

Quantos de nós temos experimentado episódios semelhantes. Acabamos de atingir um alvo na vida que buscávamos há tempo, como um novo emprego, uma bela casa e, não muito tempo depois, ficamos surpresos de nos sentirmos abatidos. f: simplesmente porque estivemos muito ansiosos e tensos na conquista do alvo, e ficamos emocionalmente gastos quando o alcançamos.

Na realidade, qualquer espécie de tensão pode levar-nos à depressão.

Um eminente professor de psiquiatria na Universidade de Washington apresenta as dez principais causas de tensão como sendo:

1. Morte de um cônjuge
2. Divórcio
3. Separação conjugal
4. Prisão
5. Morte de um membro chegado da família
6. Desastre ou enfermidade
7. Casamento
8. Perda do emprego
9. Reconciliação conjugal
10. Aposentadoria

Sem dúvida há muitas outras, como saúde responsabilidades financeiras, adaptação a uma nova residência, etc. Mas uma dessas causas ou a combinação delas pode causar problemas emocionais e físicos que nos levam facilmente à depressão.

A pessoa em estado de depressão tende a isolar-se desejando estar só. Muitas vezes fica ansiosa e preocupada. Perde a energia e o apetite. Chora facilmente e se sente imprestável. Descuida-se de sua aparência pessoa!

Auto comiseracão
A auto comiseração é um sintoma quase universal ela depressão. As duas se casam como a mão numa luva. Quanto mais pena a pessoa tem de si mesma, pior se torna a depressão.

Não importa que as circunstâncias realmente não sejam tão ruins. Aos seus próprios olhos, ela não consegue imaginar que possam ser piores. A auto comiseração aumenta a depressão. f: um terreno fértil para as sementes do desespero.

É muito fácil cairmos nessa armadilha. Quando algo sai errado ou alguém nos fere, temos a tendência de consolar-nos sentindo pena de nós mesmos. Afinal das contas, se não o fizermos, quem o fará?

Mas não é preciso que seja assim. Em nosso próximo estudo estaremos verificando aspectos da depressão e os recursos que Deus nos disponibilizou para vence-la.

Fique na paz.

Pr. Gerson Luiz
Comunidade Evangélica Restauração e Vida
Esta é mais uma mensagem de Rex Humbard (In memorian)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo. (2 Co 2.14.) 

De aparentes derrotas Deus tira as Suas maiores vitórias. 
Muitas vezes o inimigo parece triunfar temporariamente, e Deus assim permite. Depois então Ele confunde toda a obra do inimigo, desfaz sua aparente vitória e, como diz a Escritura, "transtorna o caminho dos ímpios". 
Assim Ele nos leva a experimentar uma vitória muito maior do que se não tivesse permitido ao inimigo um aparente triunfo no início. 
A história dos três moços hebreus lançados na fornalha ardente é bastante conhecida, e nos traz um exemplo de vitória aparente do inimigo. Parecia que os servos do Deus vivo iam sofrer uma terrível derrota. Por certo todos nós já estivemos em situações onde parecíamos derrotados — e o inimigo se regozijava. Podemos imaginar a derrota completa que os três jovens pareciam estar sofrendo: lançados na fornalha, com os inimigos observando para vê-los arder naquelas chamas. Porém, em que grande pasmo fica…

Manhã com Deus

Prepara-te para amanhã, para que subas..., e ali te apresenta a mim no cume do monte. Ninguém suba contigo. (Êx 34.2, 3.) 

 O momento matinal com Deus é essencial. Não podemos encarar o dia sem ter olhado para Deus, nem ter contato com outros, sem primeiro ter estado em contato com Deus. Não podemos esperar vitória, se começamos o dia na nossa própria força. Enfrentemos o trabalho de cada dia sentindo a influência de alguns momentos tranqüilos com o coração diante de Deus. Não entremos em contato com ninguém, mesmo os de casa, sem ter primeiro conversado com o grande hóspede e companheiro de nossa vida — Jesus Cristo. Conversemos a sós com Ele regularmente. Conversemos a sós com Ele diante da Bíblia, e enfrentemos os deveres habituais e não habituais de cada dia, tendo a influência dEle a controlar cada um de nossos atos. Tens hoje muito que fazer, talvez; Fala com Deus, primeiro. As coisas mudam tanto de figura Quando encaradas lá, A sós com Deus. Familiariza-O com esses teus ass…

Falar é Prata, Escutar é Ouro

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” Tiago 1:19-20).
Recebi esse texto abaixo para meditação da Rádio BBN e resolvi compartilhar com vocês que acompanham-me pelo BLOG do Pastor Gerson Luiz. A mensagem é muito boa e vai acrescentar muito para quem tirar alguns minutos para ler meditar.
Aproveito para recomendar a programação da Rádio BBN que pode ser sintonizada pela WEB. Copie o link a segui e aproveite: http://www.bbnradio.org/jwplayer/players/browsers/portuguese.htm O ditado popular: “Falar é prata, escutar é ouro” reflete essa verdade preciosa. No texto acima entendemos que muitos de nós ainda precisa escutar mais e falar menos. Infelizmente, muitas vezes fazemos o contrário do que Deus nos exorta em Sua palavra. Quantas vezes somos tardios para ouvir, prontos para falar e mais prontos ainda para nos irar? E assim perdemos a oportunidade de experimentar a justiça…