Pular para o conteúdo principal

Torcendo para dar errado

Imagine uma cena comigo. Um time disputando uma partida importante, o estádio cheio de torcedores, só que, em vez desses torcerem para o time ganhar, eles estão torcendo para que exatamente o contrário aconteça. Diante de uma boa jogada, eles vaiam, mas quando o time comete algum erro em campo, toda a torcida aplaude e, se o time adversário marca um gol, então a torcida não se contém e explode em manifestações de alegria.

É uma cena totalmente descabida, concorda? Mas, na prática, ela acontece muitas e muitas vezes, em ambientes diferentes e envolvendo pessoas diferentes. Em um ambiente de trabalho, é comum vermos manifestações assim, uma verdadeira torcida para um colega errar ou para o chefe se dar mal. Até no ambiente familiar, por vezes, essa torcida acontece, colocando pais, filhos e cônjuges em uma situação de disputa e oposição.

Torcendo contra

De onde vem essa torcida para o outro se dar mal? 
Há uma série de respostas, como inveja, ciúmes, sentimentos de inferioridade e até mesmo medo. Independente da origem, essa atitude é ruim para todos, pois sempre que trabalhamos em equipe (família, ambiente de trabalho, amigos, igreja) o objetivo deve ser a vitória coletiva e a torcida deve ser para o outro conseguir, ainda que seu trabalho naquele momento seja mais visível que o meu ou o prêmio seja dado a ele e não a mim.

Só há uma maneira de vencermos essa atitude negativa da torcida contrária: é aprendendo a torcer a favor. Essa atitude pode ser compreendida como motivar e incentivar, se alegrar com a vitória do outro é literalmente torcer pelo outro, manifestando satisfação em ver o bom desempenho, a criatividade, competência ou outros valores que o colega de equipe exiba no desempenho de suas funções. Para fazer isso, porém, precisamos alimentar um espírito de equipe capaz de transformar uma vitória pessoal em uma vitória de todos! Em vez de enxergarmos alguém se destacando, deveríamos ver toda a equipe alcançando vitória através de um de seus membros.

Espírito de equipe

Além do espírito de equipe, é importante também desenvolvermos humildade e amizade com todos os membros da equipe, para que não fique nenhum resíduo de inveja ou ciúmes em nós. Conseguir olhar os outros como parceiros e não concorrentes faz parte disso. Quando fazemos parte de uma equipe, precisamos pensar mais no coletivo e não tanto no individual. Por vezes, é difícil ver alguém se destacar mais, mas se a equipe alcançar o objetivo, então, vale a pena torcer com entusiasmo por aqueles que, naquele momento, estão sendo mais importantes para a vitória de todos.

Torcer para o outro fracassar é sinônimo de fraqueza pessoal e falta de visão coletiva. Cada um de nós tem um talento único e é indispensável para que toda a equipe seja vitoriosa. Se nossos colegas de trabalho, familiares, irmãos em Cristo ou companheiros de algum projeto estão fazendo bom uso de seu talento, devemos torcer para que desempenhem todo o seu potencial e que isso resulte na vitória de todos. Se criarmos essa filosofia, poderemos eliminar a inveja e os ciúmes e criar um ambiente de motivação mútua, o que será benéfico para todos.

Vamos torcer para que nossos colegas sejam vitoriosos? Fica aqui esse desafio para todos nós!


Um artigo de Guilherme Avila Gimenez - Instituto Jetro www.institutojetro.com.br, publicado sob autorização.
URL: http://www.institutojetro.com/Artigos/gestao_de_pessoas/torcendo_para_dar_errado.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Torcendo para dar errado
Autor: Guilherme Ávilla Gimenez

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Há Esperança para a Árvore Cortada – JÓ 14.7-9

Romanos Capítulo 8 Versículo 25,26. (Tradução King James Atualizada)


"Porém, se esperamos por algo que ainda não podemos ver, com paciência o aguardamos. Do mesmo modo, o Espírito nos auxilia em nossa fraqueza; porque não sabemos como orar, no entanto, o próprio Espírito intercede por nós com gemidos impossíveis de serem expressos por meio de palavras."

HÁ ESPERANÇA PARA A ÁRVORE CORTADA – JÓ 14.7-9

A vida é assim... Há dias de alegrias e outros de tristezas, há momentos de grandes vitórias e outros de decepções. Essa vida é imprevisível. O texto sagrado fala da “árvore cortada” e Jó vivia um momento de cortes em todas as áreas de sua vida.

De repente perdemos o emprego, é a crise, vem a enfermidade ou o problema familiar e outros tantos. A Palavra de Deus afirma que “há esperança”. Ao cheiro das águas e tudo muda... É a presença do Espírito Santo que vem nos ajudar – Rm 8.26

De onde vem o corte?

Nesta hora ouvimos muitas vozes até para acusar... Calma!

Os pontos de corte são 3, a…

Um Evangelho que transforma

"Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé." Romanos 1:16,17        O evangelho que somos chamados a viver é um evangelho MOTIVADOR, INSPIRADOR e TRANSFORMADOR.
       Jesus afirmou ser o PÃO DA VIDA (Mateus 6:48). O termo PÃO DA VIDA é de muita importância pois é o alimento básico que está em todas as mesas. Do rico ao pobre.        Tudo o que for essencial e necessário não nos faltará, é promessa de Deus.        Porém, muito mais que simplesmente se aproximar de Jesus pelo que Ele pode fazer por nós, o Evangelho que somos chamados a viver e comunicar é o evangelho da transformação, da restauração de nossas vidas pelos valores do Reino de Deus. Fato que muitas vezes nos faz ficar na contramão do pensamento deste mundo. Por isso quem ama esse mundo (e seu sistema de valores) …

Um exemplo de Oração

"(Jesus) Ele foi um pouco mais adiante, ajoelhou-se, encostou o rosto no chão e orou..." (Mateus 26:39)
Há várias coisas para nós aprendermos da parte da oração do Salvador em Sua hora de provação. A primeira é que a Sua oração era oração solitária; ele se retirou até mesmo de Seus três discípulos preferidos. Da mesma maneira nós devemos orar em segredo, especialmente em tempos de provação. A oração familiar, oração social, oração na Igreja, são preciosas, mas elas não são suficientes.

Em segundo lugar, foi oração humilde. Lucas diz que Ele ajoelhou-se, mas Mateus diz ele "encostou o rosto no chão"e você deve fazer o mesmo. Se você é um humilde servo do grande Mestre, então pó e cinzas devem cobrir a sua cabeça! Seja humilde diante Dele, e Ele o exaltará no devido tempo.

Em seguida, notamos que a Sua oração era terna e amorosa. Ele orou ao Seu "Abba, Pai", literalmente, o seu "Papai". No dia de sua provação você…