Pular para o conteúdo principal

Uma porta aberta

"Passados oito dias, estavam outra vez ali reunidos os seus discípulos e Tomé com eles. Estando as portas trancadas, veio Jesus, pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco!" (João 20:26).

As portas estavam fechadas. Por que João ressalta essa particularidade toda vez que relata um encontro de pós-ressurreição de Jesus com os discípulos? Toda vez que o Mestre vem a eles, estão por trás de portas trancadas, temendo por sua segurança.

A política de "portas fechadas" dos discípulos simboliza a condição de suas vidas. Ainda não estavam abertos aos desafios que Cristo lhes dera e ao poder que ele proveria a fim de ajudá-los a reagir corajosamente à oportunidade de unir-se a ele na mudança do mundo. Aquele que disse "Eu sou a porta" tinha muito que fazer antes que os discípulos compreendessem que a ressurreição era uma porta aberta para a vida na eternidade e para o viver no presente.

Veja o contraste com o Apóstolo Paulo, que entrou em regiões não evangelizadas, sabendo que era a vontade de Deus que todos os homens ouvissem a mensagem do evangelho: "Ora, quando cheguei a Trôade para pregar o evangelho de Cristo, e abrindo-se-me uma porta no Senhor... E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento." 2 Coríntios 2:12 e14. Ele sabia que Deus abriria as portas das oportunidades.

Paulo tinha a segurança do homem moderno que, confiantemente, entra pela porta elétrica sabendo que o olho eletrônico ligará o mecanismo que a abre. Da mesma forma, Paulo sabia que, se prosseguisse, Deus abriria as portas. Perceba isso quando ele pede aos Colossenses que orem: "Orando também juntamente por nós, para que Deus nos abra a porta da palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual estou também preso; Para que o manifeste, como me convém falar." Colossenses 4:3-4

O Cristo que tem as chaves confiou-as ao seu povo para a abertura de vidas humanas. Assim como Cristo disse a Pedro que as chaves do reino eram dele, da mesma forma ele nos diz que essas chaves são nossas para abrirmos as portas da fé nas vidas dos incrédulos. As chaves do ouvir em amor, partilhar com honestidade, levar fardos sem reservas, comunicar o evangelho com clareza e ajudar outros a começar uma vida de fé – todas elas são chaves que ele confiou a nós. Recebemos um poder espantoso.

Anos mais tarde o apóstolo João, que após o Pentecostes aprendeu a viver na ousadia do Espírito Santo, teve as Revelações (Apocalipse) vindas de seu Senhor Jesus ressurreto, na ilha de Patmos. Numa dessa revelações o Senhor diz: "E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre: Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome." Apocalipse 3:7-8

Jesus apresenta-nos uma porta aberta que ninguém pode fechar. O que faremos? Ficaremos trancados em nossos temores ou ousaremos a fazer a obra do Senhor no vigor e inspiração que o Espírito Santo nos concede passando corajosamente pela porta que Ele nos abriu?

A porta Ele abre e a põe diante de nós. Caminhar corajosamente por ela para fazer a obra que temos de fazer é uma decisão que cabe a cada um de nós.


Por Gerson Luiz G Liam, adaptado da meditação de Lloyd Johyn Ogilvie, no livro O QUE DEUS TEM DE MELHOR PARA MINHA VIDA.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo. (2 Co 2.14.) 

De aparentes derrotas Deus tira as Suas maiores vitórias. 
Muitas vezes o inimigo parece triunfar temporariamente, e Deus assim permite. Depois então Ele confunde toda a obra do inimigo, desfaz sua aparente vitória e, como diz a Escritura, "transtorna o caminho dos ímpios". 
Assim Ele nos leva a experimentar uma vitória muito maior do que se não tivesse permitido ao inimigo um aparente triunfo no início. 
A história dos três moços hebreus lançados na fornalha ardente é bastante conhecida, e nos traz um exemplo de vitória aparente do inimigo. Parecia que os servos do Deus vivo iam sofrer uma terrível derrota. Por certo todos nós já estivemos em situações onde parecíamos derrotados — e o inimigo se regozijava. Podemos imaginar a derrota completa que os três jovens pareciam estar sofrendo: lançados na fornalha, com os inimigos observando para vê-los arder naquelas chamas. Porém, em que grande pasmo fica…

Manhã com Deus

Prepara-te para amanhã, para que subas..., e ali te apresenta a mim no cume do monte. Ninguém suba contigo. (Êx 34.2, 3.) 

 O momento matinal com Deus é essencial. Não podemos encarar o dia sem ter olhado para Deus, nem ter contato com outros, sem primeiro ter estado em contato com Deus. Não podemos esperar vitória, se começamos o dia na nossa própria força. Enfrentemos o trabalho de cada dia sentindo a influência de alguns momentos tranqüilos com o coração diante de Deus. Não entremos em contato com ninguém, mesmo os de casa, sem ter primeiro conversado com o grande hóspede e companheiro de nossa vida — Jesus Cristo. Conversemos a sós com Ele regularmente. Conversemos a sós com Ele diante da Bíblia, e enfrentemos os deveres habituais e não habituais de cada dia, tendo a influência dEle a controlar cada um de nossos atos. Tens hoje muito que fazer, talvez; Fala com Deus, primeiro. As coisas mudam tanto de figura Quando encaradas lá, A sós com Deus. Familiariza-O com esses teus ass…

Falar é Prata, Escutar é Ouro

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” Tiago 1:19-20).
Recebi esse texto abaixo para meditação da Rádio BBN e resolvi compartilhar com vocês que acompanham-me pelo BLOG do Pastor Gerson Luiz. A mensagem é muito boa e vai acrescentar muito para quem tirar alguns minutos para ler meditar.
Aproveito para recomendar a programação da Rádio BBN que pode ser sintonizada pela WEB. Copie o link a segui e aproveite: http://www.bbnradio.org/jwplayer/players/browsers/portuguese.htm O ditado popular: “Falar é prata, escutar é ouro” reflete essa verdade preciosa. No texto acima entendemos que muitos de nós ainda precisa escutar mais e falar menos. Infelizmente, muitas vezes fazemos o contrário do que Deus nos exorta em Sua palavra. Quantas vezes somos tardios para ouvir, prontos para falar e mais prontos ainda para nos irar? E assim perdemos a oportunidade de experimentar a justiça…