Acompanhe este Blog clicando em SEGUIR

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Um Lembrete de Mário Quintana

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.

Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente
E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo: Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo,
A única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais.’

Mário Quintana


quinta-feira, 17 de abril de 2014

Falar é Prata, Escutar é Ouro

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” Tiago 1:19-20).

Recebi esse texto abaixo para meditação da Rádio BBN e resolvi compartilhar com vocês que acompanham-me pelo BLOG do Pastor Gerson Luiz. A mensagem é muito boa e vai acrescentar muito para quem tirar alguns minutos para ler meditar.

Aproveito para recomendar a programação da Rádio BBN que pode ser sintonizada pela WEB. Copie o link a segui e aproveite:
http://www.bbnradio.org/jwplayer/players/browsers/portuguese.htm 
O ditado popular: “Falar é prata, escutar é ouro” reflete essa verdade preciosa. No texto acima entendemos que muitos de nós ainda precisa escutar mais e falar menos. Infelizmente, muitas vezes fazemos o contrário do que Deus nos exorta em Sua palavra. Quantas vezes somos tardios para ouvir, prontos para falar e mais prontos ainda para nos irar? E assim perdemos a oportunidade de experimentar a justiça de Deus em nossas vidas e relacionamentos, e sermos canais de bênção para as pessoas. Quantas vezes a nossa atitude é não deixar a outra pessoa terminar de falar ou falarmos algo sem refletir? E então, o alerta de Deus se torna uma triste realidade em nossa vida: “O que responde antes de ouvir comete estultícia que é para vergonha sua” (Provérbios 18:13). “Tens visto um homem precipitado no falar? Maior esperança há para um tolo do que para ele” (Provérbios 29:20).

Para entender toda a lição dessa passagem, é importante estarmos atentos à palavra “Portanto”, que inicia o texto em Tiago 1:19. Sempre que encontramos uma palavra de ligação na Bíblia, devemos prestar atenção no contexto. A palavra “portanto” nesse caso, faz ligação com o que foi dito anteriormente e transmite a ideia de resultado. Antes da exortação, lemos: “Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas” (Tiago 1:17-18)

O salvo em Cristo deve desenvolver a atitude de ser “pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar”, como resultado de quem Deus é e do que Ele fez em sua vida! Deus é bom e todo-poderoso, Ele está no controle e é Dele que vem a salvação! Nossas vidas são resultado dos pensamentos e crenças que nutrimos sobre Deus. Quando conhecemos a Deus e Ele é de fato nosso foco e guia, podemos desenvolver e cultivar atitudes que agradam, glorificam e refletem Seu caráter justo e amoroso. Que o Senhor nos ajude a viver de acordo com a Sua vontade e sermos cada vez mais “prontos para ouvir, tardios para falar, tardios para nos irar”.

Nosso Instituto Bíblico disponibiliza vários cursos que podem ajudar você a conhecer mais a Deus e Sua Palavra e aprender a viver da maneira que o Senhor deseja. Um desses cursos é: Exposição da Epístola de Tiago.

Que Deus abençoe você!

Equipe do Instituto Bíblico da BBN

segunda-feira, 14 de abril de 2014

O Velho e o Novo Lenhador

Certa vez, um velho lenhador, conhecido por sempre vencer os torneios que participava, foi desafiado por um outro lenhador jovem e forte para uma disputa. A competição chamou a atenção de todos os moradores da localidade. Muitos acreditavam que finalmente o velho perderia a condição de campeão dos lenhadores, em função da grande vantagem física do jovem desafiante.

No dia marcado, os dois competidores começaram a disputa, na qual o jovem se entregou com grande energia e convicto de que seria o novo campeão. De tempos em tempos olhava para o velho e, às vezes, percebia que ele estava sentado. Pensou que o adversário estava velho demais para a disputa, e continuou cortando lenha com todo vigor.

Ao final do prazo estipulado para a competição, foram medir a produtividade dos dois lenhadores e pasmem! O velho vencera novamente, por larga margem, aquele jovem e forte lenhador.

Intrigado, o moço questionou o velho:

- Não entendo, muitas das vezes quando eu olhei para o senhor, durante a competição, notei que estava sentando, descansando, e, no entanto, conseguiu cortar muito mais lenha do que eu, como pode!!

- Engano seu! Disse o velho. Quando você me via sentado, na verdade, eu estava amolando meu machado. E percebi que você usava muita força e obtinha pouco resultado.

Esta parábola nos ensina uma importante lição que podemos aplicar enquanto profissionais: muitas pessoas acreditam que apenas o conhecimento técnico é suficiente para vencer os desafios do dia a dia nas empresas. No entanto, é preciso muito mais do que isto. Assim como o lenhador que acreditava que sua jovialidade e força física eram suficientes, muitos profissionais também acreditam que apenas a competência técnica seja suficiente para realizar suas tarefas na organização.

Como o velho lenhador que “sabia” ser necessário amolar seu machado periodicamente, para desempenhar sua tarefa com sucesso, o profissional eficaz entende que é necessário um conjunto de outras habilidades para fazer com que seu conhecimento técnico possa ser útil a organização. Ele precisará também “amolar o machado” todos os dias.

No caso do profissional eficaz, “amolar o machado” significa trabalhar motivado e bem humorado. Comunicar-se de maneira adequada, e desenvolver um relacionamento interpessoal com todos: gerentes, colegas de trabalho, fornecedores e clientes, de forma a conseguir boa vontade e cooperação para que o trabalho seja realizado. Usar a criatividade para inovar, buscando continuamente novas e melhores soluções para os problemas que surgem no dia a dia.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

O Supremo Lugar da Bíblia


“Muita paz têm os que amam a tua lei, e para eles não há tropeço” (Salmo 119:165)

Sim, um verdadeiro amor pelo grande Livro nos trará paz da parte do grande Deus; uma paz que será de grande proteção para nós. Devemos viver constantemente em companhia da Lei do Senhor. Sua Lei produz em nosso íntimo um descanso que nenhum outro elemento é capaz de produzir. O Espírito Santo age como um Consolador, servindo-se da Santa Palavra e esparramando as influências benignas que acalmam as tempestades da nossa alma.

Nada é tropeço para quem tem a Palavra de Deus habitando em seu coração. Carrega a cruz diariamente e isto se torna um deleite. Está preparado para a mais intensa provação, sem considerá-la algo estranho a ponto de sentir-se completamente abatido. Não é levado ao tropeço pela riqueza, nem é massacrado pelas adversidades, como muitos têm sido. Vive acima das circunstâncias mutáveis da vida exterior. Quando o Senhor coloca à sua frente algum dos grandes mistérios da fé que levam outros a clamarem: “Duro é este discurso, quem o pode ouvir?” (João 6:60), aceita sem questionar. Suas limitações intelectuais são vencidas pelo reverente temor à Lei do Senhor, que é a autoridade suprema diante da qual se prostra.

Senhor, neste dia produz em nós esse amor, essa paz, esse descanso!


(Devocional de C.H. Spurgeon, 
extraída do livro Promessas 
Preciosas, Editora Fiel - 
Via rádio BBN)

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Mensagem sobre José no Egito

Desafio Lançai a Palavra!
O objetivo é desafiar três amigos a postarem um vídeo lendo uma passagem bíblica que lhe toque o coração.
Caso contrário esta intimado a dar de presente uma Bíblia para quem lhe indicou.
(Eu escolho Bíblias para evangelização)
Recebi o desafio do Eduardo Lemes e estou desafiando Jacqueline Silveira de ContiRubens Danielski e Marcos Coelho


terça-feira, 1 de abril de 2014

Vivendo e Andando no Espírito (parte 1)

Versículo Chave: "Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito." Gálatas 5:25

Cultivar um relacionamento com Deus promove a ação do seu Espírito Santo em nosso interior  (Efésios 3:16-17), gerando seu fruto em nós. 

Em Efésios 4:17 a 5:21 o apóstolo Paulo torna em termos práticos como deve ser nosso viver/proceder diário. No versículo 4:30 lemos: “E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção”.

O crente causa tristeza ou pesar ao Espírito Santo quando não da importância à sua presença, ou não ouve à sua voz e direção (Gálatas 6:6-7, Romanos 8:5-9). 

O próximo passo de quem entristece ao Espírito Santo é acabar resistindo a Deus (Atos 7:51). O homem de dura cerviz é a descrição da pessoa orgulhosa demais para se deixar corrigir. Mesmo sabendo o que é o certo ou sendo convencido pela Palavra ainda assim a pessoa não se arrepende. Dissimula e vive a aparência, não deixando que a Palavra de Deus o transforme. 

Esse endurecimento (Hebreus 3:7-16) pode conduzir a ‘extinguir’ o Espírito Santo na vida da pessoa (1 Tessalonicenses 5:19,20), pois esta começará a desprezar a palavra profética. Lembrando que "Profecia" não é somente o conjunto das predições sobre o futuro da Terra e da humanidade. A profecia caracteriza-se também por ser uma mensagem de admoestação, exortação e correção. O profeta é a voz e o dedo de Deus que confronta, aponta e corrige. Resistir ao Espírito Santo caracteriza-se por impedir seu agir, não dando mais ouvidos a sua Palavra, acaba extinguindo-o de sua vida.

Isso é, de fato, um grande perigo na vida dessa pessoa, pois a obra do Espírito Santo em nós é que nos prepara e habilita para a redenção final, o arrebatamento dos santos: "Nele, quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados com o Espírito Santo da promessa,
que é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória." Efésios 1:13-14

O Espírito Santo é Deus fazendo a obra em nossas vidas, pois ele:
  1. Convence o Pecador - João 16:8-13 
  2. Regenera (transforma à imagem de Deus) - João 3:5 e Tito 3:5 
  3. Habita os Filhos de Deus - Romanos 8:9, 1 Coríntios 3:16 e 6:19, Efésios 2:20-22 
  4. Sela (aprova) - Efésios 1:13 e 4:30 
  5. Dá poder para testemunhar - Atos 1:8 
  6. Batiza - 1 Coríntios 12:13 
  7. Guia os filhos de Deus - João 16:13, Atos 13:2-4 e 16:6, Romanos 8:14
O apóstolo João em sua primeira epístola capítulo 5 e versículo 16-17, fala que: “Há pecado para a morte e por esse não digo que ore” (1 João 5:16b). Jesus disse: “Todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada” Mateus 12:31-32. No verso 34 entendemos que reputar as obras de Deus ao diabo é a causa.

O escritor de Hebreus fala do “agravo ao Espírito da Graça” e indaga que quem comete merece mais que a morte (Hebreus 10:27-31). E em Atos 5:3-4 lemos que o mentir ao Espírito Santo trouxe morte a Ananias e Safira.

A obscuridade na mente da pessoa leva-a a agir cruelmente contra a fé (2 Tessalonicenses 2:2) e pode conduzi-la a um ponto onde Deus não mais agirá nela, rejeitando-a para sempre. O Senhor sabia que Judas Iscariotes tinha uma predisposição a ser um traidor (João 6:64) mas deixou-o com outros que também eram descrentes, para trabalhar-lhe o arrependimento. Porém, Judas resistiu-lhe até o fim, quando então o diabo entrou nele (Lucas 22:3). Após isso, ele entregou Jesus aos seus algozes, com sadismo e, por fim, preferiu suicidar-se a arrepender-se.

O crente pode chegar a cometer pecado mas, se sua inclinação é para Deus, ele deixa-se ser tocado, quebrantado e conduzido ao arrependimento. O apóstolo João fala que “Se confessarmos os nossos pecados Ele(o Senhor) é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a justiça” 1 João 1:7. Veja também Ezequiel 18:21-23. Nossas ações demonstram quais foram nossas escolhas.

Examine em sua Bíblia mais algumas referências que demonstram qual seja a vontade de Deus para nós nesse assunto: Salmo 51, 2 Crônicas 7:14, Mateus 5:3-5, Romanos 6, 1 João 1:6 a 2:2.

Há uma luta entre o Espírito e a natureza carnal. Quem vencer mostrará seus resultados. Isso depende de quem vamos deixar agir em nós. Se o Espírito, o Fruto do Espírito; se a carne, as obras da carne.

"Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência." Deuteronômio 30:19

Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...