Acompanhe este Blog clicando em SEGUIR

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Encarando a Vida

Como a águia desperta a sua ninhada e voeja sobre os seus filhotes, estende as suas asas, e, tornando-os, os leva sobre elas, assim só o Senhor o guiou, e não havia com ele deus estranho. (Dt 32.11,12.) 

Nosso Pai todo-poderoso tem prazer em conduzir as tenras avezinhas que estão sob o Seu cuidado, até à beira do precipício, e mesmo em empurrá-las aos abismos de ar, para que possam aprender a conhecer o desconhecido poder de voo que possuem, o qual lhes será para sempre um prazer. Se na tentativa elas são expostas a perigo a que não estão acostumadas, Ele está preparado para Se colocar debaixo delas e levá-las para o alto, em Suas poderosas asas. Quando Deus leva algum de Seus filhos a uma situação de dificuldade sem precedentes, este pode sempre contar com Ele para livrá-lo. — The Song of Victory

"Quando Deus põe um peso sobre nós, Ele sempre põe seu braço debaixo.'' 

Havia uma plantinha, pequena e mirrada, que crescia à sombra de um carvalho. E a plantinha gostava da sombra que a cobria e sabia apreciar a quietude que lhe garantia seu nobre amigo. Mas uma bênção estava reservada para aquela plantinha. Um belo dia, lá veio um lenhador e derrubou o carvalho. A pequena planta chorou e exclamou:
- "Foi-se embora o meu abrigo. Todos os maus ventos soprarão sobre mim, e toda tempestade procurará arrancar-me!" 
- "Não, não", disse o anjo daquela flor, "agora o sol vai banhar você; agora as chuvas cairão mais copiosamente sobre você; agora a sua forma raquítica se expandirá em beleza, e a sua flor, que nunca pôde desabrochar em toda a sua perfeição, sorrirá ao sol, e os homens dirão: 'Como cresceu em importância aquela planta! Como ficou linda, depois que retiraram o que era a sua sombra e alegria!"

Você não vê, pois, que Deus pode tirar todos os seus confortos e privilégios, para fazer de você um crente melhor? Pois o Senhor sempre treina os Seus soldados, não em colchões de penas, mas levando-os para fora e fazendo-os exercitar-se em marchas forçadas e serviços pesados. Ele os faz atravessar rios a nado, correntes a vau, escalar montes e fazer longas caminhadas carregando às costas pesadas mochilas de sofrimento. Este é o método que Ele usa para fazer soldados — não é vestindo-os de belos uniformes, para se jactarem à porta das barracas e serem olhados como finos cavalheiros pelos que circulam nos parques. Deus sabe que os soldados só são formados no campo de batalha; não em tempos de paz. 

Bem, irmão, será que isso não explica tudo? Não estará o Senhor tomando as graças que estão em você e fazendo-as desabrochar? Lançando-o no calor da batalha, não estará o Senhor desenvolvendo em você as qualidades do soldado? E não deverá você usar todos os recursos que Ele lhe deu, para sair vencedor? — Spurgeon

Do Devocionário Diário MANANCIAIS DO DESERTO
Editora Betânia

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Colocando os Pingos nos Is

“- Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. | E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; | Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. | De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus. | Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” – 2º Coríntios 5:17-21


O Propósito desta Palavra é encorajar a Igreja a viver na Plenitude da vida que Deus preparou para cada um, isto é, uma vida diária de permanência em Cristo Jesus e com o permanente frescor da liberdade que o Seu Espírito Santo concede.

Entendendo quem somos em Jesus

Antes de recebermos a Jesus como Senhor, por causa do pecado, éramos afastados da vida com Deus e carentes de seu Amor (Rom3:23). Um peso de condenação e morte estava sobre nós (Rom. 6:23a). Mas, Cristo morreu por nós e pagou o preço da condenação e morte que era nosso: João 3:16, Isaías 53:4-7

Ao recebermos Jesus como Senhor e Salvador, fomos feitos filhos de Deus (João 1:12) e nos identificamos com seu sacrifício. Por isso em Jesus somos feitos JUSTIÇA DE DEUS (2º Cor. 5:21); De maneira gratuita o Senhor nos deu vida plena e vida eterna (Rom. 6:23b), e com isso somos em Jesus NOVAS CRIATURAS, RECONCILIADOS E EM PAZ COM DEUS (2º. Cor. 5:17-19); 

Em Cristo Jesus não existe mais condenação (Romanos 8:1), por isso NUNCA DEVEMOS ESQUECER DE QUEM SOMOS NELE.

Se falharmos podemos recomeçar, tudo está à distância de apenas uma oração de fé: 1º João 1:9.2.     

Tud
o tem um propósito em nossas vidas: Firmados e seguros em nossa Identidade em Cristo Jesus podemos e devemos olhar com otimismo e Fé qualquer evento em nossa vida pois, como chamados em Cristo, tudo cooperar para o nosso bem (Rom. 8:28). ·         Olhe as circunstâncias, os impedimentos, as lutas e desafios com outros olhos, com os olhos da Fé (Heb. 11:1). Seu sofrimento tem um propósito (confira Rom. 8:17-18 e 2º. Cor. 4:17-18);


Avançando sempre: 
A nova vida em Cristo te possibilita a não ficar preso em seu passado e nem paralisado em seu presente. Cristo te dá uma visão gloriosa e esperançosa da vida que você começa a ter expectativas Nele (Filipenses 3:13-14).


Fique firme e Inabalável: Sua confiança está naquele que não muda e é totalmente confiável – JESUS (Tiago 1:17 e Hb. 13:8). Jesus está com você e nunca te abandonará: “... porque Ele mesmo declarou: “Por motivo algum te abandonarei, nunca, jamais te desampararei”.” – Hb 13:5b versão King James.

Tome sua medida da Fé: Deus tem uma medida de Fé para todos, não há ninguém que o sirva ao qual Ele não conceda Fé (Rom. 12:3) e você precisa se aproximar Dele com Fé e expectativa (Hb. 11:6);

Colhendo na Fé: Sustente sua vida não pelas circunstâncias que contradizem a promessa, antes, firme-se na Palavra poderosa de Deus que permanece para sempre (Salmo 119:89). Jesus não muda e por isso é totalmente confiável (Hb. 13:8), lance teu cuidado ao Senhor (1º Pedro 5:17, Salmos 34:5 e 37:4-6);

Permaneça firme na oração: A ordem do Senhor é Orar sempre e nunca desfalecer (Lucas 18:1 e 1º Tes. 5:17)

Tire a preocupação de sua vida: A preocupação na realidade indica que não confiamos plenamente em Deus ou em nosso relacionamento com Ele, por isso, Paulo indica que não devemos andar ansiosos ou intranquilos mas que ANTES DE TUDO levemos todas as ansiedades e preocupações a Jesus – Filipenses 4:6-7;

Espere, creia e Tome Posse da Promessa de Deus: O Senhor espera que confiemos em nossa relação com Ele e não desanimemos – Heb. 10:19-22

Valorize suas experiências com Deus, e pacientemente dê os passos que te conduzirão em direção à promessa de Deus – Hebreus 10:35-39. · Olhe firme pra Jesus e nunca volte atrás. Confie no amor que ele tem por você.

Esboço da Mensagem pregada pelo Pastor Gerson em Setembro/2016
Na Comunidade Restauração e Vida Cajurú (Curitiba/PR)

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Aparente derrota, Vitória de Fato

Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo. (2 Co 2.14.) 

De aparentes derrotas Deus tira as Suas maiores vitórias. 

Muitas vezes o inimigo parece triunfar temporariamente, e Deus assim permite. Depois então Ele confunde toda a obra do inimigo, desfaz sua aparente vitória e, como diz a Escritura, "transtorna o caminho dos ímpios". 

Assim Ele nos leva a experimentar uma vitória muito maior do que se não tivesse permitido ao inimigo um aparente triunfo no início. 

A história dos três moços hebreus lançados na fornalha ardente é bastante conhecida, e nos traz um exemplo de vitória aparente do inimigo. Parecia que os servos do Deus vivo iam sofrer uma terrível derrota. Por certo todos nós já estivemos em situações onde parecíamos derrotados — e o inimigo se regozijava. Podemos imaginar a derrota completa que os três jovens pareciam estar sofrendo: lançados na fornalha, com os inimigos observando para vê-los arder naquelas chamas. Porém, em que grande pasmo ficaram estes ao foi passeando dentro do fogo! E Nabucodonosor falou-lhes: "Saí e vinde". Nem um fio de cabelo estava queimado e nem havia cheiro de fogo em suas vestes, "porque não há outro Deus que possa livrar como este". Essa aparente derrota resultou em extraordinária vitória. 

Suponhamos que aqueles três homens tivessem perdido a fé e a coragem e tivessem murmurado, dizendo: "Por que Deus não nos livra de irmos para a fornalha?" Teriam sido queimados, e Deus não teria sido glorificado. 

Se hoje passarmos por uma grande provação, não a tomemos como derrota, mas continuemos, pela fé, a declarar vitória por intermédio daquele que é poderoso para fazer-nos mais do que vencedores: uma gloriosa vitória logo aparecerá. Aprendamos que, em todos os lugares difíceis a que Deus nos leva, Ele está criando oportunidades para exercitarmos a nossa fé, de tal forma que ela traga resultados positivos e glorifique o Seu nome. — Life of Praise. 

O temporal nos faz buscar abrigo. 
 A tempestade no viver, 
 Embora queira parecer Vitória do inimigo, 
Nos leva a procurar, 
 E então a conhecer 
 De perto O grande Amigo! 
Por isso, aos temporais que me afligiram, 
Hoje eu bendigo.

Do livro Mananciais do Deserto, pág. 34.
Editora Betância

Amado com amor inabalável


"Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a sua fidelidade!"
Lamentações 3.22-23 

Jeremias estava deprimido, tão abatido que mal conseguia manter a cabeça erguida. Jerusalém estava sob cerco, sua nação, sob ameça. Seu mundo desabara como um castelo de areia diante de um furacão. Ele culpava Deus por seu terrível desastre emocional. Também culpava Deus por seus sofrimentos físicos. “[Deus] fez que a minha pele e a minha carne envelhecessem e quebrou os meus ossos” (Lm 3.4). 

Seu corpo doía. seu coração estava doente. sua fé era débil. Ele percebeu quão rápido estava decaindo, de modo que olhou para o outro lado. desviou os olhos de seu mundo tempestuoso e investigou a maravilha de Deus. Rapidamente recitou um quinteto de promessas. (Posso imaginá-lo percutindo cada um dos cinco dedos pensando em cada promessa.) 

O amor inabalável de Deus não acaba. 
Suas misericórdias não têm fim. 
Elas são novas a cada manhã. 
A fidelidade de deus é grande.
O senhor é parte da minha vida. 

A tempestade não cessou, mas seu desânimo sim. 

Eu te agradeço, Salvador precioso, porque teu amor é inabalável. Eu te agradeço porque tuas misericórdias renovam-se a cada manhã.

do Livro Bom Dia - Leituras Diárias com Max Lucado

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Colocando os Pingos nos Is - para viver a vida plena que Cristo Oferece

Texto Chave: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus. Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” – 2º Coríntios 5:17-21

Versículo Chave: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” – 2º Cor. 5:17

O Propósito desta Palavra é encorajar a Igreja a viver na Plenitude da vida que Deus preparou para cada um, isto é, uma vida diária de permanência em Cristo Jesus e com o permanente frescor da liberdade que o Seu Espírito Santo concede.

Entendendo quem somos em Jesus

Antes, por causa do pecado, éramos afastados da vida com Deus e carentes de seu Amor (Rom3:23). Um peso de condenação e morte estava sobre nós (Rom. 6:23a), mas, Cristo morreu por nós e pagou o preço da condenação e morte que era nosso (João 3:16, Isaías 53:4-7).

Ao recebermos Jesus como Senhor e Salvador, fomos feitos filhos de Deus (João 1:12) e nos identificamos com seu sacrifício. Por isso em Jesus somos feitos JUSTIÇA DE DEUS (2º Cor. 5:21). De maneira gratuita o Senhor nos deu vida plena e vida eterna (Rom. 6:23b), e com isso somos em Jesus NOVAS CRIATURAS, RECONCILIADOS E EM PAZ COM DEUS (2º. Cor. 5:17-19). Em Cristo Jesus não existe mais condenação (Romanos 8:1) - NUNCA DEVEMOS ESQUECER DE QUEM SOMOS NELE.

Se falharmos podemos recomeçar, tudo está à distância de apenas uma oração de fé: 1º João 1:9.

Tudo tem um propósito em nossas vidas

Firmados e seguros em nossa Identidade em Cristo Jesus podemos e devemos olhar com otimismo e Fé qualquer evento em nossa vida pois, como chamados em Cristo, tudo cooperar para o nosso bem (Rom. 8:28);

Olhe as circunstâncias, os impedimentos, as lutas e desafios com outros olhos, com os olhos da Fé (Heb. 11:1);  Seu sofrimento tem um propósito (confira Rom. 8:17-18 e 2º. Cor. 4:17-18);

Avançando sempre

A nova vida em Cristo te possibilita a não ficar preso em seu passado e nem paralisado em seu presente. Cristo te dá uma visão gloriosa e esperançosa da vida que você começa a ter expectativas Nele (Filipenses 3:13-14);

Fique firme e Inabalável

Sua confiança está naquele que não muda e é totalmente confiável – JESUS (Tiago 1:17 e Hb. 13:8). Jesus está com você e nunca te abandonará: “... porque Ele mesmo declarou: “Por motivo algum te abandonarei, nunca, jamais te desampararei”.” – Hb 13:5b versão King James.

Tome sua medida da Fé e espere a Colheita

Deus tem uma medida de Fé para todos, não há ninguém que o sirva ao qual Ele não conceda Fé (Rom. 12:3) e você precisa se aproximar Dele com Fé e expectativa (Hb. 11:6);
Sustente sua vida não pelas circunstâncias que contradizem a promessa, antes, firme-se na Palavra poderosa de Deus que permanece para sempre (Salmo 119:89); Jesus não muda e por isso é totalmente confiável (Hb. 13:8).

Lance teu cuidado ao Senhor (1º Pedro 5:17, Salmos 34:5 e 37:4-6) e permaneça confiada e firmemente em oração. A ordem do Senhor é Orar sempre e nunca desfalecer (Lucas 18:1 e 1º Tes. 5:17)

Tire a preocupação de sua vida

A preocupação na realidade indica que não confiamos plenamente em Deus ou em nosso relacionamento com Ele, por isso, Paulo indica que não devemos andar ansiosos ou intranquilos mas que ANTES DE TUDO levemos todas as ansiedades e preocupações a Jesus – Filipenses 4:6-7;

Espere, creia e Tome Posse da Promessa de Deus

O Senhor espera que confiemos em nossa relação com Ele e não desanimemos – Heb. 10:19-22, por isso valorize suas experiências com Deus, e pacientemente dê os passos que te conduzirão em direção à promessa de Deus – Hebreus 10:35-39.

Olhe firme pra Jesus e nunca volte atrás. Confie no amor que ele tem por você.

Reflexões:

1. Qual a importância de sabermos quem somos em Cristo?
2. Como devemos avaliar os eventos que nos acontecem?
3. O que devemos fazer para termos uma visão otimista de nossa vida com Deus?
4. Você tem expectativas animadoras a respeito de seu futuro? Você espera colher bênçãos do Senhor?
5. Qual a importância da oração para viver uma vida sem ansiedade?
6. Você valoriza e lembra da fidelidade de Deus no passado? 
7. As experiências com Deus podem ser um fator motivador para você e para outros nos desafios atuais? Como?

(mensagem pregada pelo pastor Gerson L G Lima na 
Comunidade Restauração e Vida do Cajurú em 28/08/2016)

Aprendi

Aprendi que, por pior que seja um problema ou uma situação, sempre existe uma saída.

Aprendi que é bobagem fugir das dificuldades. Mais cedo ou mais tarde, será preciso tirar as pedras do caminho para conseguir avançar.

Aprendi que perdemos tempo nos preocupando com fatos que muitas vezes só existem na nossa mente.

Aprendi que é necessário um dia de chuva para darmos valor ao Sol, mas se ficarmos expostos muito tempo, o Sol queima.

Aprendi que heróis não são aqueles que realizaram obras notáveis. Mas os que fizeram o que foi necessário e assumiram as consequências dos seus atos.

Aprendi que não importa em quantos pedaços meu coração está partido, o mundo não pára para que eu o conserte.

Aprendi que ao invés de ficar esperando alguém me trazer flores, é melhor plantar um jardim.

Aprendi que amar não significa transferir aos outros a responsabilidade de me fazer feliz. Cabe a mim a tarefa de apostar nos meus talentos e realizar os meus sonhos.

Aprendi que o que faz diferença não é o que tenho na vida, mas QUEM eu tenho. E que boa família são os amigos que escolhi.

Aprendi que as pessoas mais queridas podem às vezes me ferir. E talvez não me amem tanto quanto eu gostaria, o que não significa que não me amem muito, talvez seja o máximo que conseguem. Isso é o mais importante.

Aprendi que toda mudança inicia um ciclo de construção, se você não esquecer de deixar a porta aberta.

Aprendi que o tempo é muito precioso e não volta atrás. Por isso, não vale a pena resgatar o passado. O que vale a pena é construir o futuro.

O meu futuro ainda está por vir. Foi então que aprendi que devemos descruzar os braços e vencer o medo de partir em busca dos nossos sonhos.

Tenha um maravilhoso dia!

Fonte desconhecida.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

John Stott - escritor

27 DE JULHO DE 2011, 3H15 DA MADRUGADA FALECIA EM LONDRES, INGLATERRA, O TEÓLOGO EVANGÉLICO JOHN ROBERT WALMSLEY STOTT

27 de julho de 2011, 3h15 da madrugada. Há exatos cinco anos falecia em Londres, Inglaterra, o teólogo evangélico John Robert Walmsley Stott. Na época, a notícia gerou centenas de reações espontâneas em todo o mundo, inclusive, no Brasil.
Stott foi um líder exemplar. Teve uma importância dentro da Igreja Anglicana na Inglaterra, mas também na Igreja Global. Publicou mais de quarenta livros sobre a fé cristã em uma linguagem clara, didática, equilibrada e profunda. Ao mesmo tempo, um aspecto evidente no caráter de Stott era sua simplicidade. Em seu último livro, O Discípulo Radical, Stott destaca oito características de um verdadeiro discípulo de Jesus. A simplicidade é uma delas.
Durante todo o mês de julho, temos publicado conteúdo sobre a vida e a obra de Stott. Nosso objetivo não é torná-lo um “deus” ou coisa parecida, mas tão somente resgatar a riqueza da sua contribuição para a Igreja de Cristo. Suas virtudes como cristão podem nos lembrar valores por vezes ignorados por uma igreja infelizmente superficial, fragmentada e arrogante.

A seguir você pode ler a última palavra do último livro de John Stott. O tom desta “carta de despedida” indica um tipo de testamento espiritual precioso para todos os leitores.
**
Pós-escrito: Adeus!
Ao baixar minha caneta pela última vez (literalmente, pois confesso não usar computador), aos 88 anos, aventuro-me a enviar essa mensagem de despedida aos meus leitores. Sou grato pelo encorajamento, pois muitos de vocês me escreveram. É claro que, ao olhar para frente, nenhum de nós sabe qual será o futuro das impressões e publicações. Porém, estou confiante de que o futuro dos livros está assegurado e de que, apesar de serem complementados, eles nunca serão totalmente substituídos. Pois há algo singular a respeito deles. Nossos livros favoritos se tornam preciosos para nós e até desenvolvemos com eles um relacionamento quase intenso e afetuoso. Não é estranho o fato de manusearmos, riscarmos e até cheirarmos os livros como símbolo de nossa estima e afeição? Não me refiro apenas ao sentimento de um autor pelo que escreveu, mas também a todos os leitores e suas bibliotecas. Determinei que não citaria um livro a menos que o tenha manuseado anteriormente. Assim, deixe-me encorajá-lo a continuar lendo e a incentivar seus parentes e amigos a fazer o mesmo. Pois esse é um meio de graça muito negligenciado.
Existem milhões de irmãs e irmãos em Cristo ao redor do mundo que amariam ter livros para ler a fim de ajudá-los a crescer em seu discipulado. Ainda assim, eles quase não os têm; enquanto nós, no Ocidente, temos mais do que podemos ler. Essa é a razão pela qual cedi os direitos autorais de todos os livros de minha autoria ao trabalho da Langham Literature: para permitir que mais cristãos e seus pastores nas partes mais pobres do mundo obtenham bons livros cristãos tanto em inglês quanto em suas próprias línguas e assim se fortaleçam em sua fé e pregação. Quem sabe eu o encoraje a considerar esse e outros ministérios da Langham Partnership, os quais são preciosos para mim e dignos de seu interesse e suporte.
Os leitores talvez queiram saber que indiquei em meu testamento um grupo de agentes literários liderados por Frank Entwistle, que está atenciosamente disposto a lidar com quaisquer questões que possam surgir em relação aos meus livros. Um exemplar de cada livro, juntamente com um exemplar de contribuições a outros livros e todos os meus artigos, serão mantidos sob os cuidados da Biblioteca Lambeth Palace, com o generoso consentimento de Richard Palmer, bibliotecário e arquivista, que cordialmente se ofereceu para deixá-los disponíveis a pesquisadores. O endereço do meu escritório continuará a ser 12 Weymouth Street, Londres W1 W 5BY e será supervisionado por Frances Whitehead, a inimitável e incansável.
Mais uma vez, adeus!

– Texto retirado do livro O Discípulo Radical, de John Stott.
 (do site www.ultimato.com.br - visite o site e a loja virtual do site)

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Percebendo Jesus em sua vida Hoje

A alguns dias atrás preguei uma mensagem baseada em Jó capítulo 23:1-6. Jó teve uma experiência com Deus que o tirou do conformismo, o tema era O CLAMOR DE UM REVOLTADO.

A partir desse capítulo, Jó parece ter resolvido começar uma busca mais intensa por Deus ao invés de ficar parado reclamando e lamentando, ainda que santificando a Deus. Mesmo que no final do capítulo ele demonstre ainda estar sem confiança no seu relacionamento com Deus, pelo menos ele inicia uma nova estrutura de pensamento menos conformista e fatalista.

Todavia, quero me deter em especial nos versículos 8 e 9, onde Jó traz uma revelação poderosa que nos indica onde devemos estar para resolver nossa vida, eis o texto: “Eis que se me adianto, ali não está; se torno para trás, não o percebo. Se opera à esquerda, não o vejo; se se encobre à direita, não o diviso.” 


Sabe o que eu percebi nessa leitura?

Eis que se me adianto, ali não está – Isso fala de que a ansiedade para nada adianta. Deus não está lá no futuro presumido pela sua ansiedade, por isso LANCE SOBRE ELE SUA ANSIEDADE HOJE – 1º Pedro 5:7

Jesus mesmo nos diz: "Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida... Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? ... Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir?... Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." Mateus 6:25-34

... se torno para trás, não o percebo – Isso fala de remorso, de amarguras por coisas que aconteceram no passado, seja por sua própria ação ou por de outros, ou de fatos. Você não perceberá lá também. Seu passado foi remido no sangue de Jesus. Você é nova criatura – 2º Coríntios 5:17

Se opera à esquerda, não o vejo; se se encobre à direita, não o diviso – Você também não verá a Deus se desviar-se do caminho Dele, veja Provérbios 4:25-27: "25 Os teus olhos olhem para a frente, e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti. 26 Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam bem ordenados! 27 Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.”

Bom, se Deus não estava à frente, não estava atrás, não estava à esquerda e nem à direita. Deus estava onde na vida de Jó? Lendo Jó 42:6, descobrimos que "Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos." Deus estava no PRESENTE DA VIDA DE JÓ.

Assim como Deus estava no PRESENTE DA VIDA DE DAVI – Salmo 23:4 PORQUE TU ESTÁS COMIGO. Jesus está no presente de sua vida ESTOU CONVOSCO TODOS OS DIAS DE SUA VIDA (Mateus 28:20). Ele está no tempo presente. Você o percebe em sua vida? Eu o percebo na minha.

Pense nisso: Tenha compromisso com sua Fé para ter compromisso com Jesus. Perceba-o e desfrute de sua presença. Hoje, agora. Seja nos montes, seja nos vales. Ele está conosco.

Por Gerson Lima, pastor da 
Comunidade Restauração e Vida do Cajuru 
Curitiba/Pr.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Chamados para a liberdade e para conduzir à liberdade

Disse Jesus “... Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” - João 10:10b

A religião é uma das fontes destrutivas e de problemas em nossa vida. Ela é o esforço que o ser humano faz para ATINGIR, AGRADAR, GANHAR e MERECER a DEUS. Para fazer isso nós usamos RITUAIS, CERIMÔNIAS, REGRAS E REGULAMENTOS.

O povo de Gálatas, enfrentava também esse problema de viver na escravidão da religião. Leia Gálatas 5:1-15. No versículo 1 lemos: “1 Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.”

Com isso, os recursos espirituais como ORAÇÃO, ADORAÇÃO, ESTUDO, bem como a ATIVIDADE e COSTUMES são transformados em ALVOS e FINS ao invés de servirem de INSTRUMENTOS FACILITADORES para o VERDADEIRO ALVO que é o de GLORIFICAR A DEUS.

Ouça o que Paulo diz em Gálatas 5:13: “Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor.”

E no livro aos Efésios Paulo ensina: “Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, Para louvor da glória de sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado...” Efésios 1:4-6 (para uma melhor compreensão leia o capítulo 1 inteiro).

Não esqueça de que foram os homens e seu sistema religioso que pregaram Jesus na Cruz. “A este que vos foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos... Saiba pois com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo.” Atos 2:23 e 36.

O resultado de vivermos por regras e de servirmos a Deus por obrigação é que carregamos nossa vida com Deus como se fosse um fardo. É fazer as coisas certas pelo motivo errado. Muitos desanimam outros se submetem ao sistema e tornam-se amargos. Todos perdem o privilégio que uma comunhão perfeita proporciona.

Jesus nos liberta de tudo isso: Quando nosso propósito é conhecê-lo, já não temos de fazer coisas para agradar a Deus, antes, desejamos fazer as coisas motivados pelo amor e pela retidão.

O que era um fardo se transforma em DELEITE. Desejamos fazer por amor e prazer o que a maioria faz por dever. A pressão sai e entra a motivação do amor.

LIBERTANDO OUTROS

Descobrindo isso podemos ser influenciadores e inspiradores das pessoas, através de um discipulado que as leva à LIBERDADE EM CRISTO, ao invés de as pressionarmos a um jugo que nem mesmo nós estamos dispostos a nos submeter.

É claro que todo discipulado exige renúncia pessoal, mudança e separação. Não estamos falando de irresponsabilidade, mas sim Liberar a nós mesmos e aos outros para viver a vida cristã venturosamente. E isso acontece quando dispomo-nos a uma mudança de paradigmas e mentalidade: Paulo conclama: “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2

Você sente-se livre no Senhor? Você aceita o fato de que Ele te ama e te salvou pela IMENSA GRAÇA, pelo seu grande amor com que te amou? 

E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência;Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.Não vem das obras, para que ninguém se glorie;Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.Efésios 2:1-10

Leia em sua Biblia: Filipenses 1:7 e 1º João 3:1-3

O que é essencial na sua vida? Você consegue definir seu propósito essencial sem que ele passe pelo materialismo?

Nosso propósito é dar e receber o amor. Onde estivermos haverá Pessoas que necessitam desesperadamente de amor e cuidado. As pessoas devem ser nosso foco. Jesus se importava com elas. E o propósito dEle e nosso deve ser POR EM LIBERDADE OS CATIVOS. Isaias 61:1

Meditação: “Fomos Chamados para a liberdade e para conduzir outros à liberdade.”

Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...