Amado com amor inabalável


"Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a sua fidelidade!"
Lamentações 3.22-23 

Jeremias estava deprimido, tão abatido que mal conseguia manter a cabeça erguida. Jerusalém estava sob cerco, sua nação, sob ameça. Seu mundo desabara como um castelo de areia diante de um furacão. Ele culpava Deus por seu terrível desastre emocional. Também culpava Deus por seus sofrimentos físicos. “[Deus] fez que a minha pele e a minha carne envelhecessem e quebrou os meus ossos” (Lm 3.4). 

Seu corpo doía. seu coração estava doente. sua fé era débil. Ele percebeu quão rápido estava decaindo, de modo que olhou para o outro lado. desviou os olhos de seu mundo tempestuoso e investigou a maravilha de Deus. Rapidamente recitou um quinteto de promessas. (Posso imaginá-lo percutindo cada um dos cinco dedos pensando em cada promessa.) 

O amor inabalável de Deus não acaba. 
Suas misericórdias não têm fim. 
Elas são novas a cada manhã. 
A fidelidade de deus é grande.
O senhor é parte da minha vida. 

A tempestade não cessou, mas seu desânimo sim. 

Eu te agradeço, Salvador precioso, porque teu amor é inabalável. Eu te agradeço porque tuas misericórdias renovam-se a cada manhã.

do Livro Bom Dia - Leituras Diárias com Max Lucado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Manhã com Deus