Acompanhe este Blog clicando em SEGUIR

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Sarando as fontes

“19 E os homens da cidade disseram a Eliseu: Eis que é boa a habitação desta cidade, como o meu senhor vê; porém as águas são más, e a terra é estéril. 20- E disse ele: Trazei-me uma salva nova e ponde nela sal. E lha trouxeram. 21- Então saiu ele ao manancial das águas, e o deitou sal nele, e disse: Assim diz o Senhor: Sararei as estas águas não haverá mais morte nelas nem esterilidade. 22- Ficaram, pois, sãs aquelas águas até ao dia de hoje, conforme a palavra que Eliseu tinha dito." 2 Reis 2:19-22

É imensurável o amor de Deus. Acima dos sentimentos volúveis que muitas vezes expressamos, o amor de Deus é constante, determinado, e restaurador. O Senhor dá-nos o que precisamos e vai diretamente ao ponto.

Jericó tinha tudo para dar certo, a cidade era famosa por suas belas palmeiras e por estar muito bem situada em rotas comerciais que lhe permitiriam diversidade cultural e crescimento econômico, no entanto suas águas eram amargas, insalubres.

O profeta Eliseu ouviu o povo de Jericó com o coração. Ele foi diretamente ao ponto, como Deus lhe inspirava. Os profetas de Deus eram assim "boca de Deus" e "rigor de Deus". Ele sabia o que fazer, foi nos mananciais, nas nascentes da água e com um ato profético de colocar sal nelas disse: "Assim diz o Senhor: Sararei as estas águas não haverá mais morte nelas nem esterilidade." (vs. 21).

Salomão disse com igual discernimento em Provérbios 4.23: "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida." É esse o ponto. Essas são as fontes que precisam ser saradas na vida das pessoas, o coração.

Na mentalidade hebraica o coração representava PENSAMENTOS, EMOÇÕES E VONTADE. As saídas da vida são, então, a maneira como pensamos e interpretamos, a maneira como sentimos e interpretamos as emoções, e nossa vontade, manifesta pelas nossas ações.

O sal em salva de prata é a palavra de Deus dita no tempo certo. É a palavra que o profeta não retém, mas entrega sem julgar quem a recebe. "Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo." Provérbios 25:11.

Jericó também era a cidade que se misturava e se expunha demais com os costumes dos outros povos. Mas o profeta entregou a palavra de bênção pois entendeu que o que Deus queria entregar a Jericó era muito mais que purificar as águas que abasteciam a cidade, mas queria inspirar-lhes a mudança em toda a vida de cada habitante da cidade. Uma mudança no coração, nas fontes de cada ser.

Ainda hoje é assim. Deus quer sarar o coração, para que toda a existência de alguém possa ser transformada por conta do que ele faz no profundo de sua vida.

Talvez, querido, sua vida tenha tudo para dar certo, mas não é essa a sua realidade hoje. Eu não vou reter a Palavra Profética sobre você ""Assim diz o Senhor: Sararei as estas águas não haverá mais morte nelas nem esterilidade." Receba, em nome de Jesus. Abramo-nos para Ele. Vem Senhor! Faz o que precisa seu feito. SARA NOSSAS FONTES. Essa é a tua hora. receba a vitória.

Se esta palavra te abençoou, comente clicando no link de comentários logo abaixo e indique-a para alguém que necessita.

Sejamos como Eliseu e vamos às fontes com aqueles que precisam.

Para terminar essa palavra, gostaria de indicar a a canção ÁGUAS PURIFICADORAS do ministério Diante do Trono, que você poderá ver e ouvir logo abaixo. Aproveite para orar.

No amor de Cristo.

Pastor Gerson Luiz Garcia de Lima
Comunidade Evangélica Restauração e Vida

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Meninos Não Vão à Guerra

Meninos não vão à guerra
A paz do Senhor querido (a) no Senhor Jesus

Posicionamentos na vida cristã não são fáceis de tomar, e nem manter.

É como na canção "Deus de promessas" quando o cantor declama "toda promessa passa pelo teste do tempo". Acrescento que toda promessa de Deus passa pela prova do caráter e a prova das contradições.

Foi assim com Abraão, Sarah e Isaque. Foi assim com Jacó. Foi assim com José, filho de Jacó. Foi assim com Moisés. Foi assim com Davi. Não foram só os anos que passaram para eles; contradições, limitações, apertos, e seu caráter sendo experimentado (e muitas vezes se esborracharam no chão com erros que nos fazem ficar vermelhos de vergonha), mas pelo amor,  poder  e a graça de Deus se levantaram e alcançaram a vitória.

Todos os que recebem a promessa de Deus e querem seguir piamente seu caminho enfrentarão a prova do tempo, do caráter e das contradições.

Enfrentei isso por quase dois anos. Tudo na minha vida financeira e profissional havia desabado. Mas Deus sempre esteve fiel e pude ver seu poder nas coisas espirituais e a obra de Deus no ministério que me confiou tem sido tremenda.

Estar na dependência de Deus é muitas vezes ir contra a correnteza do pensamento tradicional (o chamado caminho da roça) e experimentar o novo de Deus. Não é fácil, por isso é necessário "não se conformar com a forma de pensar desse mundo, mas ser transformado pela renovação da nossa maneira de pensar, para podermos experimentar qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus". Romanos 12:2-3

Ouvi uma mensagem de uma querida irmã chamada Célia Varela, que nunca mais esqueci ela dizia "MENINOS NÃO VÃO À GUERRA". Sim, isso é verdade. Precisamos amadurecer a fim de poder entender toda a dimensão de nosso chamado.

Rendamo-nos a Deus e deixemos que ele dirija, de fato e de direito, nossas vidas.

Para Reflexão: Deuteronômio 8.2 "Lembrem como o nosso Deus guiou vocês pelo deserto esses quarenta anos. Durante essa longa caminhada, Deus os humilhou e os pôs à prova para saber se estavam resolvidos ou não a obedecer aos seus mandamentos." Bíblia na Linguagem de Hoje.

Por Gerson Luiz Garcia de Lima
Twitter: @gersonlgarcia

gersonluiz_garcia@yahoo.com.br

Comunidade Evangélica Restauração e Vida



Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...