Pular para o conteúdo principal

A marca de uma grande igreja

A meditação a seguir, adaptada do livro "O Que Deus tem de melhor para Minha Vida" do Escritor Lloyd J. Ogilvie publicado pela Editora Vida, revela-nos alguns pontos muito importantes para avaliarmo-nos no contexto da Igreja de Jesus Cristo. 

Muito mais do que avaliar denominações religiosas, será interessante que nós mesmos passemos pelo crivo desta pequena lista de checagem e, aproveitando a "alvorada" de um novo ano que se aproxima, façamos de nossa vida com Deus uma vida de comunhão e propósitos, alinhada com a vontade do Senhor Jesus.

Comecemos pela Leitura bíblica de Atos 2:38-47.


Versículo-chave: Então os que lhe aceitaram a palavra foram batizados; havendo um acréscimo naquele dia de quase três mil pessoas (Atos 2:41)

Eis aqui um quadro da igreja como devia ser e que serve de referência para todas as igrejas em todas as épocas.

Tinha Cristo como centro

As pessoas que se uniam à Igreja haviam aceitado sem rodeios a pregação de Cristo - crucificado, ressurreto, habitando nos discípulos. O Cristo vivente era o seu Salvador, Senhor e Amigo íntimo. As igrejas, ao se tomarem instituições religiosas, afastam­ -se de Cristo e perdem sua eficácia e poder. A fonte da vitalidade é o ensino e a pregação da vida em Cristo e Cristo em nós. E é essa verdade que dá poder e torna uma igreja dinâmica.

Era uma Igreja que orava 
A oração era o canal mediante o qual o Espírito do Senhor fluía nos crentes e, através deles, de uns para com os outros. Uma igreja que ora transforma-se numa igreja sobrenatural. Ousa tentar o impossível, sabendo que aquilo para o qual o Senhor dá a direção, ele também provê. Tantas igrejas hoje em dia estão tentando realizar somente as coisas que conseguem fazer com a força humana. O que está a sua igreja ousando executar no nome de Cristo, que somente o Espírito d'Ele poderia realizar?

Era uma Igreja amorosa e generosa
Não somente se dedicavam a Cristo, mas também uns aos outros na vida comum da igreja. As necessidades materiais e espirituais eram partilhadas com a compreensão de que a porção que cada um dava era para o benefício mútuo de todos.

Era uma Igreja que curava
O mesmo poder para curar as necessida­ des psicológicas, físicas e espirituais das pessoas, revelado em Jesus de Nazaré, agora estava presente na Igreja. Ele deu o dom de curar mediante a oração, a fim de minorar o sofrimento do povo.

Era uma Igreja que crescia
Mas, perceba-se, que era o Senhor quem diariamente acrescentava as pessoas. Ele havia criado uma Igreja magnética, na qual as pessoas amavam a ele e umas às outras.

Para Refletir: "Dedicação alguma a Cristo será completa sem o propósito de renovação da igreja."

Desejo-lhes um ano de 2012 de grandes bênçãos e de grande comunhão com Jesus Cristo. Que Ele seja o CENTRO  de nossas vidas. A Ele a honra, a força, a glória e o poder para Sempre.
Pastor Gerson Luiz 
Comunidade Restauração e Vida
Extraído e Adaptado  do livro "O que Deus tem de Melhor para Sua Vida" 
de Lloyd John Ogilvie - Editora Vida

Dr. Lloyd John Ogilvie concentra seu ministério sobre o cuidado, encorajamento e apoio às empresas, políticos e líderes comunitários. Durante 23 anos atuou como pastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Hollywood, Califórnia, e também tinha um rádio nacionalmente sindicado e do ministério de televisão. De 1995 a 2003, atuou como capelão do Senado dos Estados Unidos. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo. (2 Co 2.14.) 

De aparentes derrotas Deus tira as Suas maiores vitórias. 
Muitas vezes o inimigo parece triunfar temporariamente, e Deus assim permite. Depois então Ele confunde toda a obra do inimigo, desfaz sua aparente vitória e, como diz a Escritura, "transtorna o caminho dos ímpios". 
Assim Ele nos leva a experimentar uma vitória muito maior do que se não tivesse permitido ao inimigo um aparente triunfo no início. 
A história dos três moços hebreus lançados na fornalha ardente é bastante conhecida, e nos traz um exemplo de vitória aparente do inimigo. Parecia que os servos do Deus vivo iam sofrer uma terrível derrota. Por certo todos nós já estivemos em situações onde parecíamos derrotados — e o inimigo se regozijava. Podemos imaginar a derrota completa que os três jovens pareciam estar sofrendo: lançados na fornalha, com os inimigos observando para vê-los arder naquelas chamas. Porém, em que grande pasmo fica…

Manhã com Deus

Prepara-te para amanhã, para que subas..., e ali te apresenta a mim no cume do monte. Ninguém suba contigo. (Êx 34.2, 3.) 

 O momento matinal com Deus é essencial. Não podemos encarar o dia sem ter olhado para Deus, nem ter contato com outros, sem primeiro ter estado em contato com Deus. Não podemos esperar vitória, se começamos o dia na nossa própria força. Enfrentemos o trabalho de cada dia sentindo a influência de alguns momentos tranqüilos com o coração diante de Deus. Não entremos em contato com ninguém, mesmo os de casa, sem ter primeiro conversado com o grande hóspede e companheiro de nossa vida — Jesus Cristo. Conversemos a sós com Ele regularmente. Conversemos a sós com Ele diante da Bíblia, e enfrentemos os deveres habituais e não habituais de cada dia, tendo a influência dEle a controlar cada um de nossos atos. Tens hoje muito que fazer, talvez; Fala com Deus, primeiro. As coisas mudam tanto de figura Quando encaradas lá, A sós com Deus. Familiariza-O com esses teus ass…

Falar é Prata, Escutar é Ouro

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” Tiago 1:19-20).
Recebi esse texto abaixo para meditação da Rádio BBN e resolvi compartilhar com vocês que acompanham-me pelo BLOG do Pastor Gerson Luiz. A mensagem é muito boa e vai acrescentar muito para quem tirar alguns minutos para ler meditar.
Aproveito para recomendar a programação da Rádio BBN que pode ser sintonizada pela WEB. Copie o link a segui e aproveite: http://www.bbnradio.org/jwplayer/players/browsers/portuguese.htm O ditado popular: “Falar é prata, escutar é ouro” reflete essa verdade preciosa. No texto acima entendemos que muitos de nós ainda precisa escutar mais e falar menos. Infelizmente, muitas vezes fazemos o contrário do que Deus nos exorta em Sua palavra. Quantas vezes somos tardios para ouvir, prontos para falar e mais prontos ainda para nos irar? E assim perdemos a oportunidade de experimentar a justiça…