Pular para o conteúdo principal

Jeová-Rapha - O Senhor que te sara

Deus ainda cura! Se você estiver doente, Ele o curará.

INTRODUÇÃO


Os homens sempre temeram a enfermidade e a morte. Milhões e até bilhões de Reais são gastos anualmente em medicina e médicos para corrigir enfermidades físicas do corpo humano. Muita dor aflição são resultados conseqüentes da enfermidade. Algumas das mentes mais brilhantes no mundo dedicam suas vidas a pesquisa e estudos para descobrir as curas das várias enfermidades que destroem a carne.. Seu trabalho não tem sido em vão, uma quantidade mensurável de bem tem sido feita, vidas salvas e dor aliviada. Mesmo assim, a enfermidade permanece conosco e parece que não há um fim próximo.

CAUSAS DA ENFERMIDADE:


A enfermidade e doença no corpo humano resultaram da queda de Adão e Eva no pecado. Enquanto o homem continuar no pecado, a enfermidade permanecerá no mundo. 

Deus disse ao povo de Israel, "... Se ouvires atento a voz do Senhor teu Deus, e fizeres o que é reto diante dos seus olhos, e deres ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma enfermidade vira sobre ti, das que enviei sobre os egípcios; pois eu sou o Senhor que te sara" (Êxodo 15:26). Entretanto, Ele também os advertiu que se não obedecessem, "... fará voltar contra ti todas as moléstias do Egito, que temeste; e se apegarão a ti. Também o Senhor fará vir sobre ti toda a enfermidade e toda praga, que não está escrito no livro desta lei, até que sejas destruído." (Deuteronômio 28:60-61). 

Israel possuía uma promessa de Deus. Se eles pecassem, a enfermidade seria o resultado. Se eles O obedecessem, Ele não poria nenhuma das enfermidades dos Egípcios sobre eles.


JEOVÁ-RAPHA:

Deus guardou sua promessa de ser Jeová-Rapha, "...O Senhor que te sara". Quando eles pecaram Ele enviou aflição. Quando eles se arrependeram, Ele os curou. Tal foi o caso, quando o povo falou contra Deus e Moisés. 

Por isso, o Senhor enviou serpentes abrasadoras no meio deles para que lhes mordessem e envenenassem. "Veio o povo a Moisés e disse: Havemos pecado, porque temos falado contra o Senhor e contra ti; ora ao Senhor que tire de nós as serpentes. Então Moisés orou pelo povo" (Números 21:7). Deus ouviu e respondeu a oração de Moisés. Ele orientou Moisés para colocar uma serpente abrasadora sobre uma haste e ordenou que qualquer um que fosse mordido por uma serpente para olhar para a haste e eles viveriam. E assim foi.

Quando Miriã e Arão falaram contra a liderança de Moisés, Deus afligiu a Miriã com lepra (Números 12:10). Novamente, quando eles arrependeram-se do seu pecado e procuraram o perdão de Moisés, ele orou e depois de sete dias de desgraça, Miriã foi curada. 

Deste modo, vemos que no Antigo Testamento a enfermidade estava relacionada com a maldição do pecado. Também vemos, entretanto, que Deus foi Jeová-Rapha, "O Senhor que te sara".

Davi falou de Deus não somente como um perdoador de pecado, mas o curador do corpo físico, "Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios. Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades..." (Salmos 103:2-3). 

Deus, sendo um Deus de misericórdia, desejou para seu povo possuir boa saúde. Jeremias expressou o desejo de Deus assim, "Porque te restaurarei a saúde, e curarei as tuas chagas..." ( Jeremias 30:17).


PROVISÃO PARA CURA:
Deus deseja ainda curar a seu povo. Deus não quer que o homem sofra aflição em seu corpo físico. Ele, portanto, fez provisão para que sejamos curados. Como resultado da queda, o homem necessitava um redentor do pecado e de sua maldição. E o Redentor tem vindo! Ele também fez provisão para que o homem seja curado. Aquele de quem eu falo é certamente, Jesus Cristo, Deus manifestado em carne (1 Timóteo 3:16).

Jesus, nascido da virgem Maria, gerado pelo Espírito Santo permitiu que Ele mesmo fosse crucificado em uma cruz cruel pela salvação do homem. Por fazer assim Ele não só fez possível que o homem se arrependa de seus pecados, seja batizado em Nome de Jesus, e receba o Espírito Santo (Atos 2:38) e a promessa de vida eterna (Romanos 6:23), mas também invoque o Seu nome por cura divina (Tiago 5:14-15). 

Isaías profetizou isto, "Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz o paz estava sobre ele, e pelas sua pisaduras fomos sarados" (lsaías 53:5). Pedra confirmou que isto fosse assim, "... Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos aos pecados, vivamos para justiça; por suas chagas fostes sarados" (I Pedro 2:24).

Tiago nos conta como recebê-la, "Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecado, ser-lhe-ão perdoados. Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. " (Tiago 5:14-16).


JESUS CUROU:

O ministério de Jesus na terra demonstrou Sua boa vontade, desejo e habilidade para curar. Jesus curou os enfermos, tanto físico quanto mentalmente. "E sua fama correu por toda a Síria, trouxeram-lhe, então, todos os doentes, acometidos de várias enfermidades e tormentos: endemoninhados, lunáticos e paralíticos. E ele os curou" (Mateus 4:24). 

Às vezes foi dito de Jesus: "...e a todos ele curou," (Mateus 12:15). O poder de Jesus para curar não teve limitações. Se o indivíduo foi oprimido ou possuído por um ou por milhares de demônios, a palavra falada de Jesus demandava que os demônios se mandassem (Marcos 5:9).

A mensagem de Jesus foi uma de cura e libertação. ele disse "O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da Vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos ," (Lucas 4:18). Jesus fez tudo isto, até ressuscitaras mortos (João
12:1).


OS DISCÍPULOS DE JESUS CURARAM:

A mensagem de cura e libertação de Jesus não terminou com Sua ascensão aos céus. Ele comissionou Seus discípulos continuarem Seu trabalho. Ele lhes deu o poder de realizá-lo em Seu nome. Enquanto Ele ainda habitou com eles, Seus discípulos estavam regozijando-se que podiam não somente curar, fisicamente, através do Seu nome mas que espíritos malignos foram sujeitos ao Seu nome também (Lucas 10:17). Jesus até designou que o poder de curar seja uma característica de Seu povo, "Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se a/guina coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles serão curados" (Marcos 16:17-18).

Tais foram os sinais que seguiram a igreja primitiva. 

Pedro e João, não tendo prata nem ouro, entregaram o toque curador ao homem coxo à porta chamada Formosa, em o nome de Jesus (Atos 3:1-9). 

Ananias orou por Paulo e ele recebeu sua vista e o Espírito Santo (Atos 9:17). 

Filipe pregou o evangelho de Jesus Cristo em Sarnaria e espíritos imundos saíram dos possessos, os que eram coxos foram curados (Atos 8:7). 

Pedro disse a Enéias, um homem com paralisia havia oito anos, "Jesus Cristo te cura! Ele imediatamente se levantou" (Atos 9:34). 

Pedro, ouvindo que Dorcas havia morrido, foi até onde ela jazia e depois de orar, ordenou que se levantasse. Dorcas então abriu seus olhos e quando viu Pedro, sentou-se (Atos 9:40).

Paulo, percebendo que um homem, sido coxo desde o ventre materno tinha fé para ser curado, "Disse-lhe em alta voz: Apruma-te direito sobre os pés. Ele saltou e andava" (Atos 14:10).
Uma noite quando Paulo pregava até meia noite, um jovem chamado Êutico adormecendo profundamente, caiu da janela do terceiro andar. Ainda que foi levantado como morto, Paulo orou por ele e ele foi restaurado a vida (Atos 20:9-12).


CURA - DISPONÍVEL HOJE:

Estes sinais não terminaram com a igreja primitiva. Eles estão disponíveis e estão de fato operando dentro da igreja de Deus hoje. Os dons de cura estão incluídos nos dons dados para a igreja pelo Espírito (1 Coríntios 12: 9). 
Enquanto a igreja (corpo de Cristo) permanecer, estes dons também permanecerão. Paulo nos disse para desejar estes dons espirituais (1 Coríntios 14:1). 

Aqueles que dizem que estes dons não estão disponíveis para a igreja hoje estão roubando a igreja de Deus de tudo que Ele tem para eles, e estão limitando a eficiência do poder expiatório da morte, sepultura e ressurreição de Jesus.


CONCLUSÃO:

Jesus Cristo morreu por nossos pecados. Ele deseja que cheguemos a Ele para a salvação. Se o fizermos, temos a promessa de vida eterna. 

No entanto, o amor de Jesus para Sua igreja não cessa com a salvação. Ele deseja que o homem seja aliviado da maldição do pecado, a qual inclui a enfermidade. Portanto, em sua obra expiatória na cruz do Calvário Ele fez provisão para a cura do homem e, "... Pelas suas pisaduras fomos sarados," (Isaías 53:5).

Falta-nos, apenas, orar a "oração da fé", "...Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. E a oração dafé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará.. .".(Tiago 5:14-15)
"Jesus Cristo ontem e hoje é o mesmo, e o será para sempre" (Hebreus 13:8). 

Ele é ainda hoje Jeová-Rapha, "O Senhor que te sara!"
Word Aflame Press

8855 Dunn Road
Hazelwood, MO 63042-2299 

Este artigo sem direitos autorais está
disponível 
em formato para impressão em 
Pentecostal Publishing House - www.upci.org/pph// 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aparente derrota, Vitória de Fato

Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo. (2 Co 2.14.) 

De aparentes derrotas Deus tira as Suas maiores vitórias. 
Muitas vezes o inimigo parece triunfar temporariamente, e Deus assim permite. Depois então Ele confunde toda a obra do inimigo, desfaz sua aparente vitória e, como diz a Escritura, "transtorna o caminho dos ímpios". 
Assim Ele nos leva a experimentar uma vitória muito maior do que se não tivesse permitido ao inimigo um aparente triunfo no início. 
A história dos três moços hebreus lançados na fornalha ardente é bastante conhecida, e nos traz um exemplo de vitória aparente do inimigo. Parecia que os servos do Deus vivo iam sofrer uma terrível derrota. Por certo todos nós já estivemos em situações onde parecíamos derrotados — e o inimigo se regozijava. Podemos imaginar a derrota completa que os três jovens pareciam estar sofrendo: lançados na fornalha, com os inimigos observando para vê-los arder naquelas chamas. Porém, em que grande pasmo fica…

Manhã com Deus

Prepara-te para amanhã, para que subas..., e ali te apresenta a mim no cume do monte. Ninguém suba contigo. (Êx 34.2, 3.) 

 O momento matinal com Deus é essencial. Não podemos encarar o dia sem ter olhado para Deus, nem ter contato com outros, sem primeiro ter estado em contato com Deus. Não podemos esperar vitória, se começamos o dia na nossa própria força. Enfrentemos o trabalho de cada dia sentindo a influência de alguns momentos tranqüilos com o coração diante de Deus. Não entremos em contato com ninguém, mesmo os de casa, sem ter primeiro conversado com o grande hóspede e companheiro de nossa vida — Jesus Cristo. Conversemos a sós com Ele regularmente. Conversemos a sós com Ele diante da Bíblia, e enfrentemos os deveres habituais e não habituais de cada dia, tendo a influência dEle a controlar cada um de nossos atos. Tens hoje muito que fazer, talvez; Fala com Deus, primeiro. As coisas mudam tanto de figura Quando encaradas lá, A sós com Deus. Familiariza-O com esses teus ass…

Falar é Prata, Escutar é Ouro

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” Tiago 1:19-20).
Recebi esse texto abaixo para meditação da Rádio BBN e resolvi compartilhar com vocês que acompanham-me pelo BLOG do Pastor Gerson Luiz. A mensagem é muito boa e vai acrescentar muito para quem tirar alguns minutos para ler meditar.
Aproveito para recomendar a programação da Rádio BBN que pode ser sintonizada pela WEB. Copie o link a segui e aproveite: http://www.bbnradio.org/jwplayer/players/browsers/portuguese.htm O ditado popular: “Falar é prata, escutar é ouro” reflete essa verdade preciosa. No texto acima entendemos que muitos de nós ainda precisa escutar mais e falar menos. Infelizmente, muitas vezes fazemos o contrário do que Deus nos exorta em Sua palavra. Quantas vezes somos tardios para ouvir, prontos para falar e mais prontos ainda para nos irar? E assim perdemos a oportunidade de experimentar a justiça…